Vida cultural pós-pandemia renasce em Esposende com Feira do Livro, encontros com escritores e várias outras atividades destinadas, quer à comunidade escolar, quer ao público, em geral

Semana da Leitura de Esposende homenageia José Saramago

Semana da Leitura de Esposende homenageia José Saramago

Pub

 

 

Nesta tarde de domingo, 20 de fevereiro, decorreu a abertura da Feira do Livro de Esposende, no Largo Dr. Fonseca Lima. A iniciativa insere-se na Semana da Leitura, cujas atividades se repartem, até ao próximo dia 27, entre este espaço ao ar livre e o Auditório Municipal, com o propósito de envolver a comunidade escolar, em particular, e o público, em geral. Desta feita subordinado ao mote ‘Catraia de Livros’, o evento é dedicado ao centenário de José Saramago, Prémio Nobel da Literatura 1998, e pretende aliar a tradição piscatória de Esposende à cultura, aos livros e aos leitores.

Na abertura da Semana da Leituraa, os alunos dos Agrupamentos de Escolas António Rodrigues Sampaio e António Correia de Oliveira protagonizaram, respetivamente, a dramatização de “O Silêncio da Água” e “A maior flor do mundo”, obras de José Saramago.

Celebrar os livros e a leitura em Esposende

“Estamos aqui para celebrar os livros e a leitura, enquanto estádio de democratização do saber”, referiu o Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, assinalando que o Município tem assumido um papel determinante na formação cultural da população, nomeadamente com projetos de combate à iliteracia, a par de um conjunto de outras medidas.

O arranque da Semana da Leitura marca, de resto, a retoma dos eventos culturais do Município de Esposende, após um período de interregno motivado pela pandemia de Covid-19. Benjamim Pereira vincou que, apesar de todas as limitações e contratempos, o município esposendense continuou a trabalhar na área cultural, tendo aproveitado para planear, projetar e investir na cultura.

Benjamim Pereira: Atividade cultural do Município de Esposende não parou durante a pandemia

presidente da Câmara Municipal aproveitou a ocasião para apontar o forte investimento realizado ao nível dos equipamentos, nomeadamente na requalificação da Biblioteca Municipal, criação do novo Arquivo Municipal, aquisição da Casa do escritor Manuel de Boaventura, criação do Museu do Sargaço e do Museu do Junco, a que se junta o projeto da Escola das Artes. Depois do regresso do cinema ao Auditório Municipal, perspetiva-se também uma agenda de eventos diversa, onde se inclui o Festival Sons de Verão e a Galaicofolia. Benjamim Pereira lembrou ainda a constante edição de publicações e a realização de diversas exposições, acrescentando que o Município de Esposende assegurou sempre o apoio às instituições e projetos culturais do concelho. Por último, o autarca lembrou a aposta na arte urbana, patente na cidade e noutros locais do concelho. “Esposende é uma fonte de atividade cultural, diversificada, plural e multifacetada”, vincou.

Esposende integrará comemorações do centenário de Agustina Bessa-Luís

Benjamim Pereira revelou que o Município de Esposende foi convidado a integrar as comemorações do centenário da escritora Agustina Bessa Luís (1922-2022) que residiu parte durante um período da sua vida em Esposende e cujo programa decorre a partir de outubro próximo.

A terminar a sua intervenção deixou o convite à participação da comunidade nas iniciativas da Semana da Leitura, cujo programa engloba encontros com escritores, entre os quais José Luís Peixoto, Prémio Saramago, canto, bailado, sessões da Hora do Conto, escrita criativa e de ilustração, declamação, palestras e debates.

Este evento enquadra-se no contexto do compromisso do Município de Esposende com o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas.

‘Contos do Minho’ de Manuel Couto reeditados em Esposende

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Imagens: MEPS

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.