Desafio à população juvenil do concelho e arredores lança 5 cursos e Academia CISCO

IPCA abre ano letivo em novo polo digital e tecnológico de Vila Verde

IPCA abre ano letivo em novo polo digital e tecnológico de Vila Verde

Pub

 

 

O novo polo tecnológico e digital do Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA), em Vila Verde, marcou o início oficial do ano letivo com 125 alunos. 3 de outubro é, por isso, “um dia histórico”, ao assinalar a entrada em funcionamento dos primeiros cursos de ensino superior no concelho. 

A presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Júlia Rodrigues Fernandes, e a presidente do IPA, Maria José Fernandes, participaram na receção dos jovens, vincando a importância da qualificação e enriquecimento de competências, no contexto do mundo global cada vez mais competitivo. 

“Estamos a fazer história e, sobretudo, a assegurar condições para que os nossos jovens possam melhorar as suas qualificações e competências para vencer os desafios e concretizar os seus projetos de vida profissional”, declarou Júlia Rodrigues Fernandes, agradecendo ao IPCA “a confiança e a aposta em Vila Verde”. 

A autarca congratulou-se pela opção em cursos ligados à área digital e tecnológica, que vão funcionar nas instalações da antiga incubadora de empresas do IEMinho, em Soutelo. 

“É uma feliz coincidência que a história deste edifício possa prosseguir, com áreas de conhecimento que são estratégicas para o desenvolvimento do setor económico e do território”, assumiu Júlia Fernandes. 

‘Grande desafio para todos’

A presidente do IPCA salientou as prioridades e a capacidade da instituição de ensino superior em corresponder às necessidades e anseios dos agentes económicos, numa interação permanente com o tecido empresarial e a estratégia de desenvolvimento do território. 

Por isso, Maria José Fernandes destacou “a felicidade” do novo polo “conciliar a estratégia de expansão do IPCA na região e o sonho da Câmara Municipal na instalação do ensino superior no concelho”. 

A responsável da instituição enalteceu ainda as “excelentes instalações” do edifício disponibilizado pelo Município, reiterando que assegura “as melhores condições para a qualidade da formação, como imagem de marca do IPCA”. 

“Este é um grande desafio para todos nós. Vamos aprender uns com os outros, trabalhar e evoluir em conjunto, porque o nosso compromisso é que daqui vão sair ótimos profissionais”, desafiou Maria José Fernandes. 

IPCA Vila Verde com 5 cursos na área digital e tecnológica e Academia CISCO

Na receção aos alunos estiveram ainda o vice-presidente do IPCA, Agostinho Silva, o diretor da Escola Técnica Superior Profissional, Filipe Chaves, e a presidente da Associação Académica, Mariana Lima, assim como o vice-presidente do Município e everador da educação, Manuel Lopes. 

Os cursos técnicos superiores profissionais a funcionar em Vila Verde são: Aplicações móveis, Apoio à gestão, Desenvolvimento web e multimédia, Redes e segurança informática, Marketing digital e social media. No edifício vai igualmente instalar-se a Academia CISCO, com formação certificada na área da cibersegurança. 

Um curso TeSP tem a duração de 2 anos e inclui 6 meses de estágio numa empresa, cujo objetivo é o desenvolvimento de competências técnicas específicas que permitam a iniciação de uma atividade profissional e integração no mercado de trabalho. 

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Colégio Alfacoop na vanguarda do ensino com projeto Educação 5.0

Lenço dos Namorados e romance de Pedro e Inês inspiram ambientador

Matosinhos lidera transparência entre as maiores cidades de Portugal

Crédito Agrícola lança 9ª edição do Concurso de Vinhos

Será este o momento ideal para um crédito habitação?

O que é a Sociologia e para que serve o seu ensino?

Pub

Categorias: Ensino, Juventude, Vila Verde

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.