Casa de Camilo, Vila Nova de Famalicão

Ensino | Camilo inspira pequenos autores, ilustradores e atores

Ensino | Camilo inspira pequenos autores, ilustradores e atores

Pub

 

 

Foi com grande empenho, entusiasmo, orgulho e algum humor que a Turma AA do 4.º ano da Escola Conde S. Cosme de Vila Nova de Famalicão, subiu ao palco do grande auditório, do Centro de estudos Camilianos, em S. Miguel de Seide, para representar “Os Brilhantes”, a peça de teatro baseada no livro de contos com o mesmo nome, que foi escrita e ilustrada por cerca de 100 alunos do concelho, e foi apresentado, na passada sexta-feira.

 

 

A apresentação foi o culminar de um projeto cultural, promovido pela Casa de Camilo, que decorreu ao longo do ano letivo e que envolveu os alunos do 4.º ano das escolas famalicenses Conde S. Cosme, Louro/Mouquim, Nuno Simões e Ruivães num atelier de escrita criativa a cargo Pedro Chagas Freitas e num atelier de ilustração ministrado por Gabriela Sotto Mayor.

O resultado foi apresentado em clima de festa e de grande alegria pelos pequenos atores, autores e ilustradores. Em tudo o que realizaram não faltou criatividade e fantasia, intriga, amor e humor ou não fosse a obra inspirada no romance camiliano “Os Brilhantes do Brasileiro”, escrito e publicado em 1869, celebrando-se, este ano, os 150 anos da sua edição.

O livro de contos e ilustrações é fruto de uma iniciativa promovida pelos serviços educativos da Casa de Camilo há já 13 anos consecutivos. Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “o resultado deste projeto enche-nos de orgulho e confiança num futuro sempre renovado de criatividade e de apreciável talento”. Segundo o autarca trata-se de “um projeto de grande mérito e merece o nosso aplauso, porque coloca os mais novos em contacto com o texto camiliano, fortalecendo desse modo os laços com a língua portuguesa, através da leitura, da escrita e do estimulo da sua criatividade e imaginação”.

Jorge Pimentel, responsável pela encenação em palco e professor da turma da EB1 Conde S. Cosme, adiantou a importância deste projeto em sala de aula. “Trabalhamos sempre para o desconhecido, para a formação destas crianças que tem que ser o mais abrangente possível. E estas experiências educativas que se vão unindo e multiplicando permitem termos um ser mais preparado para o futuro”, defendeu o professor, confirmando que “este tipo de atividades faz toda a diferença e é fundamental aproveitar tudo que a sociedade oferece que permite sair da caixa”.

Matilde Oliveira e José Eduardo, da EB1 Conde S. Cosme, interpretaram o casal na peça de teatro. “Foi uma experiência difícil e precisamos de muito treino, mas foi um desafio novo e muito giro”, confidenciaram os pequenos atores.

A exposição de ilustração está patente no Centro de Estudos Camilianos até 22 de setembro e pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 10h00 às 17h30 e aos sábados e domingos das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 17h30.

Imagens: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.