Empresa famalicense produz interior têxtil da peça de vestuário militar

Inovafil envolvida no desenvolvimento de capacete para o Exército Alemão

Inovafil envolvida no desenvolvimento de capacete para o Exército Alemão

Pub

A Inovafil está envolvida no desenvolvimento de um capacete militar. Numa parceria com o exército alemão, a empresa famalicense irá produzir o revestimento interior da peça de equipamento bélico. De acordo com o CEO da firma do sector têxtil, Rui Martins, o objectivo será “revestir o capacete com uma fibra termorreguladora”. Essa fibra “terá a capacidade de gerir a temperatura  conforme o ambiente a que está exposta”, acrescenta o empresário em declarações ao Jornal T.

Para esse efeito, a Inovafil pretende utilizar “um líquido que muda de estado conforme a temperatura”. Ou, nas palavras de Rui Martins, “um phase change material”, que “quando exposto a alta temperatura, fica líquido, deixando o calor sair e tornando a peça mais fresca”. Por outro lado, quando exposto a uma temperatura mais baixa, o material fica sólido. Dessa forma, “faz com que o calor não saia e a temperatura corporal se mantenha”, esclarece o empresário.


VILA NOVA Online: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedro costa@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Empunhando a espada da “cidadania”, Pires disse que a sua lista “levanta bem alto os valores do PS” mas que é também “aberta a todos os que acreditam numa sociedade decente, inclusiva e tolerante”.

O também deputado na Assembleia da República criticou a gestão de Ricardo Rio, apontando “milhões gastos nos jornais”, compra de “prémios internacionais de qualidade duvidosa” e “fazer do centro histórico um amontoado de tendas”, de resto, críticas que vão ao encontro de muitas reações de cidadãos nas redes sociais.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

About Author

Pedro Maia Martins

Esposendense de nascimento, barcelense de criação e conimbricense por hábito. Licenciado em Jornalismo e Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Colaborou no passado com o Jornal Universitário de Coimbra - a Cabra e com a Revista Via Latina - Ad Libitum. Foi o último editor de País e Mundo do referido jornal. Colabora neste no momento com a Vila Nova Online e a Revista Bica.

Write a Comment

Only registered users can comment.