Nuno Sá: Despachos e decisões vêm na sequência da intervenção socialista

Mobilidade | Serviços essenciais de transporte em Famalicão mantêm-se devido a influência positiva do PS

Mobilidade | Serviços essenciais de transporte em Famalicão mantêm-se devido a influência positiva do PS

 

 

Os vereadores do Partido Socialista de Vila Nova de Famalicão aprovaram, na última reunião do Executivo Municipal, os despachos que impõem serviços essenciais de transporte públicos. De acordo com Nuno Sá, Vereador sem pelouro e atual líder da oposição em virtude de ter sido o anterior candidato do partido à presidência do município, estes são “despachos e decisões que vêm na sequência da intervenção da Vereação do PS na anterior reunião da Câmara Municipal”.

“A dificuldade sentida diariamente pelos Famalicenses nos serviços de transportes públicos foi levantada,  publicamente, a 25 de junho pelo Partido Socialista de Vila Nova de Famalicão e reforçada pelos Vereadores Socialistas nas últimas reuniões do Executivo”, assinala a Concelhia do partido, o que terá originado uma primeira reação do Presidente da Câmara, Paulo Cunha, remetendo “a responsabilidade da resolução deste problema para o Governo“.

“Contrariando o sentido de desresponsabilização de Paulo Cunha para encontrar uma solução para um problema real que afeta os Famalicenses, e no seguimento do reclamado pelos Vereadores do PS Famalicão, os despachos aprovados constituem um revés na posição inicial do Presidente da Câmara Municipal e vão ao encontro das pretensões socialistas”, salienta a nota emitida pela secção local do Partido Socialista.

Esta atuação da Câmara Municipal famalicense acaba por ir, assim, “ao encontro das preocupações e propostas dos Vereadores do PS” e reforçam as posições públicas que o PS Famalicão tem assumido de “compromisso em  servir as populações e trabalhar na Câmara Municipal para a resolução dos problemas de Famalicão e dos Famalicenses”, conclui Nuno Sá.

 

Fonte e Imagem: PS

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Política

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.