Betweien, Ydentik, Markate e Bira dos Namorados em destaque em edição dedicada ao empreendedorismo

Empreender | SYnergy dá a conhecer jovens bracarenses cujos negócios são um sucesso em ‘Chá com Talento’

Empreender | SYnergy dá a conhecer jovens bracarenses cujos negócios são um sucesso em ‘Chá com Talento’

Pub

 

 

O Chá com Talento, iniciativa da SYnergia, uma associação jovem de Braga, voltou a distinguir anteontem, 21 de fevereiro, mais quatro jovens personalidades bracarenses naquela que foi a sua 2ª edição, desta vez sobre a área do empreendedorismo e que contou com a presença dos convidados Narciso Moreira, Daniel Vilaça, Laura Varanda e Mariana Cardoso Marques.

Chá com Talento é um conjunto de eventos de periodicidade mensal, que se realiza no Centro de Artes e Desporto Inclusivo (CADI), que pretendem homenagear e trazer para o conhecimento comum um conjunto de individualidades e de personalidades bracarenses que se destacaram nas mais diversas áreas.

Em cada sessão são entrevistadas 4 personalidades de diferentes áreas, em evento aberto à comunidade e difundido através da web. O Chá com Talento terá, ao longo das próximas edições, a moderação de Maria Cunha, jornalista.

Narciso Moreira / Betweien

“1981 foi ano de uma excelente colheita” – afirma Narciso Moreira sempre que o questionam sobre a sua idade. A analogia vitivinícola não é coincidência e o sentido de humor também não. A piada, não raras vezes irónica ou sarcástica, é um traço de personalidade muito característico e o seu cartão de visitas. Usa-a porque, argumenta, é a melhor lente para (se) ver e refletir sobre o mundo. E, quando dá jeito (no caso dele sempre, porque é tímido) para “quebrar o gelo” em contextos de interação e exposição social. Não é vaidoso, contrariando todos os estereótipos ou significados conectados ao seu nome, Narciso. Mas já teve de se olhar muitas vezes ao espelho para se reconstruir durante o seu percurso profissional. A mente curiosa e a capacidade de concretização fizeram-no criar, depois de alguns anos ligado ao mundo da investigação académica (na Universidade do Minho, desde 2008), a Betweien (em julho de 2011), a primeira empresa portuguesa a trabalhar a Educação com uma proposta de valor que inclui, como nenhum outro operador educativo, a Inovação. É uma alma antiga com uma mente criativa. Um visionário com perfil tradicional. Adepto de todas as plataformas de trabalho e interação digital, prefere ter por perto aqueles com quem colabora. É um líder presente, mas acredita que pode ser mais próximo (é um objetivo para 2020). Sabe que é resiliente. A crise (financeira e não só) que a Betweien sofreu entre 2013 e 2016 são a prova dessa resiliência. Diz que não é corajoso, mas isso é só modéstia. Se duvidam, perguntem ao Pedro, também sócio e fundador da Betweien, e, sobretudo, amigo de longa data, com quem partilha muitos desafios e silêncios. Aliás, é no silêncio, acredita, que encontra a chave para muitas resoluções. Mas, também gosta da palavra, sobretudo da palavra escrita. Escrever sempre foi um hobby prazenteiro e, em alguns momentos da vida, um “osso do ofício” (tem várias obras e artigos publicados na área da educação). Diz que a Betweien é a sua vida, mas, porque há vida para além da Betweien, conjuga, atualmente, o trabalho na empresa com pequenas colaborações na Universidade do Minho e no SC Braga. E isto é o que faz no tempo que lhe sobra, porque tempo, tempo é o que passa com a família e os amigos.

Daniel Vilaça / YdentikNortempresa Perfume Lab

CEO da Nortempresa Perfume Lab e Vice Presidente da ACB – Associação Comercial de Braga, Daniel Vilaça nasceu em Braga e desde muito novo que teve gosto pelas artes e pelo desporto. A sua juventude ficou marcada pela passagem pela música, como baterista da banda Sociedade Anónima, um projeto que durou cerca de 12 anos. Esteve também ligado ao trial (bicicleta), desporto que praticou durante alguns anos. Também foi escuteiro mais de 10 anos e como ele gosta de dizer, o Daniel é basicamente um faz tudo.

Começou a trabalhar muito cedo, queria ter a sua independência financeira e decidiu trabalhar e estudar à noite. Aos 18 anos já trabalhava numa empresa familiar “Perfilnorte” e, 4 anos mais tarde, foi convidado para iniciar um novo projeto dentro da mesma área de negócio, a criação da empresa “Painel 2000”, à qual esteve ligado 4 anos. Saiu em 2005 com o intuito de criar o seu próprio negócio; procurava algo que fosse de encontro aos seus gostos.

A arte e o design foi sempre algo que lhe despertava interesse. Um dos seus hobbies era desenhar. Fez muitos trabalhos de criação de logótipos para empresas de amigos, apenas por carolice. Era algo que ele gostava. Decidiu então procurar um negócio inovador, dentro dessa área. Começou por visitar feiras internacionais e, numa feira em Milwaukee, nos EUA, encontrou uma empresa que fazia Marketing Olfativo. Daniel ficou mesmo entusiasmado, pois fazer marketing com cheiro, criar identidades olfativas para empresas, era algo que nunca se tinha visto em Portugal. Decidiu então trazer essa representação para Portugal e criar o seu próprio negócio. Antes disso Daniel foi fazer um curso de formação sobre fragrâncias em Milwaukee, com dois dos melhores perfumistas internacionais, Raymond Mats e Christophe Laudamiel. Esta base deu-lhe ferramentas para explorar o negócio com outra visão. No início começou apenas por fazer aromatização de espaços até que começou a apresentar mais soluções aos seus clientes, como a criação de produtos com a mesma fragrância.

Em 2012, em plena crise financeira, Daniel teve de dar uma volta à empresa. Ele queria mais. Já com 6 anos de experiência, decidiu criar uma marca própria de perfumes. Usou da sua criatividade e desenvolveu uma marca própria (Ydentik – Perfume Bar Concept) que se apresentou ao mercado com uma nova forma de vender perfumes. Um bar de perfumes, com garrafas onde os clientes podem recarregar os seus frascos. Um negócio que encaixou como uma luva no panorama económico do nosso país, por se tratar de um projeto que dava a possibilidade de todos poderem ter perfumes por um valor mais acessível. Abriu a primeira loja, em Braga, em junho de 2013, quando ainda estava a criar o conceito e já tinha em mente franquear o negócio. Em agosto de 2013 já estava a abrir a segunda loja em Matosinhos, em regime de franchising e nunca mais parou. Fechou o ano de 2013 com 19 lojas, 2014 com 35 lojas e atualmente a sua empresa está presente em 7 países com o seu conceito. Com o volume de negócios que já detinha e com a necessidade de controlar a produção dos seus produtos, Daniel Vilaça decide criar a primeira fábrica de perfume em Portugal. Um projeto muito arrojado e com um investimento a rondar os 2M€. Em 2016 inaugurou a fábrica, com o objetivo de produzir para a nossa marca e para outras marcas nacionais e internacionais, pois a capacidade produtiva ultrapassa os 20.000 frascos por dia. Grande parte das marcas nacionais já são produzidas na sua fábrica e já tem também bastantes clientes internacionais. Depois da fábrica e depois de muitas presenças em feiras internacionais, a Ydentik queria mostrar ao seu setor de negócio que, em Portugal, também se sabe criar marcas. Daniel decidiu então criar uma marca premium, que abrasasse todas as tendências da perfumaria, a personalização, as experiências, a perfumaria artesanal, cruelty-free, etc… Foi então que a Yntenzo foi criada, uma concept store no coração da cidade de Braga (Rua do Souto, 99) com um conceito diferente, que respira portugalidade e que está já a cativar o olfato dos “tubarões” do setor. No meio de tudo isto, Daniel também é Vice Presidente da ACB, instituição à qual ele ligado desde 2014. É também piloto “amador” de velocidade, atualmente a competir no campeonato nacional de clássicos de montanha e campeonato de super especiais, ao volante de um BMW 2002 de 1974.

Laura Varanda / Markate

Natural e residente em Braga, Laura Varanda é mãe de 3 filhos. Em 2015, fundou a Markate, empresa especializada em Comunicação e Marketing Digital, área na qual conta já com mais de 10 anos de experiência profissional. Licenciada em Filosofia e Desenvolvimento da Empresa, com Mestrado em Marketing e uma Pós-Graduação em Marketing Digital terá complementado a sua formação com cursos e workshops focados em áreas mais específicas da Comunicação e do Marketing essenciais no trabalho que desenvolve atualmente.

Mariana Cardoso Marques / Bira dos Namorados – Hamburgueria e Pregaria

Mariana Cardoso Marques nasceu na cidade do Porto, no dia 12 de Março de 1985. Filha e neta única, considera que foi uma criança muito feliz e mimada. Viveu até ao 18 anos na cidade de Vila Nova de Gaia, onde cresceu e estudou.
Aos 18 anos, veio estudar para a Universidade do Minho, para o curso de Gestão, onde se licenciou. Vive desde então na cidade de Braga, sente que o seu coração já é maioritariamente minhoto.

No ano 2005, entrou nos Bomboémia – Grupo de Percussão da Universidade do Minho, pertencente à ARCUM, onde foi diretora durante 8 anos. Considera um momento de viragem da sua vida a entrada no associativismo jovem.

Em 2006, fez Erasmus em Milão, na Universidade Milano Bicocca. Com a sua experiência Erasmus fica com uma enorme vontade de viajar e decide conhecer a Europa através de dois interRails.

No ano de 2008, o pai informa-a que já tinha tido mais que tempo para terminar o curso e que tinha que pensar em trabalhar na sua área. Em outubro 2008, tem iniciação na vida ativa como contribuinte, começando a trabalhar no Banco Popular no segmento Private Banking, pois até então, já trabalhava como promotora em diversos eventos.

Posteriormente, e já depois de terminar a licenciatura em Gestão, integra a equipa de Marketing da Sonae MC onde percebe o seu gosto pela criatividade e inovação.

Paralelamente, no ano de 2014, juntamente com o seu companheiro e sócio decide criar o seu próprio projeto, na cidade de Braga, na área da restauração, o Bira dos Namorados – Hamburgueria e Pregaria. Consciente de que é sempre possível evoluir e fazer o melhor, dedica todo o seu tempo ao Bira dos Namorados. Após 4 anos, decide expandir o seu negócio e instala-se na cidade do Porto, com o seu segundo restaurante.

Fonte: SYnergy; Imagens: (0, 1, 6) SYnergy, (2) Betweien, (3) Ydentik, (4) Markate, (5) Bira dos Namorados

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Economia, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.