Famalicenses que fazem bem

Famalicenses que fazem bem

Pub

 

 

O Município de Vila Nova de Famalicão vai-se afirmando, em cada dia que passa, como um município de vanguarda nos mais diversos domínios da atividade humana, desde aqueles que se relacionam com a atividade empresarial e o mundo do trabalho até àqueles que têm muito mais a ver com a arte, a criação, a escrita, a pintura, a música, o desporto e o desenvolvimento integrado do território e das suas populações. Neste território se afirmam, de forma clara, famalicenses que fazem bem.

Somos daqueles municípios que têm sempre um exemplo para seguir e um feito para mostrar e para elogiar. Somos um Município onde as empresas não consideram como acessória a sua responsabilidade social, envolvendo-se em projetos que representam um valor acrescentado para as pessoas e para a comunidade. Permito-me distinguir, neste domínio, a Continental Mabor que está permanentemente atenta às necessidades das instituições, não descurando nunca a sua contribuição decisiva para a resolução dos seus problemas. A sua colaboração estreita com o Hospital de Famalicão, com a doação de equipamentos que contribuem para que todos nós tenhamos uma saúde mais capaz e duradoura, é um exemplo que devia ser seguido por toda a comunidade empresarial.

Somos um território de conquistas no desporto, sobretudo no Atletismo e na Natação, onde jovens atletas dão cartas por este país e por este mundo fora, assumindo-se como porta – estandartes de uma forma de viver que sabe conciliar o sucesso escolar com o sucesso desportivo, essencialmente amador e desprovido dos “tiques” do profissionalismo. Faz-nos falta aqui um campeão ou uma campeã olímpica para fazer juz ao imenso trabalho e à imensa dedicação de treinadores e atletas que roubam ao seu sono, ao seu descanso e a outros prazeres que a vida tem, muitas horas, muitos dias e muitos meses. Isso vai acontecer mais dia menos dia.

As escolas de Vila Nova de Famalicão, nos mais diversos graus de ensino, da Creche e do Pré – Escolar, até ao Ensino Secundário e ao Ensino Superior, são exemplos diários de inconformismo e criação que não se limitam à reprodução monocórdica dos programas escolares, mas que investem na inovação e na investigação que a Europa e o Mundo sabem distinguir e valorizar. Os exemplos também estão aí todos os dias e basta estar atento àquilo que dizem os jornais e muitas vezes as televisões, para percebermos com mais profundidade estas realidades.

São inúmeros os exemplos desta forma de agir famalicense – inconformista e inovadora. Há sempre um novo passo que pode ser dado e uma nova meta que pode ser atingida! Somos muito bons entre os melhores e essa “medalha” não nos pode ser retirada porque é a “medalha” do trabalho, da persistência, da perseverança e da vontade…

Um dos últimos exemplos que tem a ver diretamente com a comunidade famalicense relaciona-se com a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco que, conforme informaram muitos meios de comunicação social, foi galardoada com o “Prémio Nacional de Boas Práticas” a que concorreu com o projeto “ODS: juntos mudamos o mundo.” O prémio é uma homenagem a Maria José Moura, um nome para sempre ligado à Rede Nacional de Leitura, em que a Biblioteca de Vila Nova de Famalicão se integra.

ODS é a abreviatura de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que, na sequência do Concurso de Escrito Criativa “Todos por um Mundo Melhor”, está a originar uma coleção de livros interativos, correspondendo cada um a um de dezassete ODS.. Os primeiros quatro livros já se encontram disponíveis no site da Biblioteca e os restantes irão sendo “publicados” com o ritmo adequado.

A ideia até parece simples e é simples. Mas é preciso trabalhá-la para se obterem os resultados desejados. Todos conseguimos fazer concursos de “escrita criativa”. Só que esses concursos têm que ter um objetivo claro e concreto e transformar-se num “produto” que diga alguma coisa às pessoas. A ideia de transformar dezassete “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” em livros que podem ser lidos na “estante virtual” da Biblioteca Municipal é uma grande ideia e aqui residirão os fundamentos para a atribuição deste prémio justíssimo!

A “Loja do Cidadão”, aberta há apenas seis meses, é ela também um exemplo de sucesso, traduzido na facilitação dos “trâmites” da vida aos Famalicenses que a ela precisam de recorrer, para tratar dos mais diversos assuntos, nas suas relações com o Estado e com a Autarquia.

O número médio diário de atendimentos aos cidadãos ronda os 600, o que não deixa de ser um acontecimento diário notável. De uma forma global, quem precisa de recorrer à “Loja do Cidadão” sai de lá bem impressionado pela rapidez, eficiência e eficácia dos vários serviços ali instalados, reforçados com um atendimento de qualidade.

Haverá uma ou outra componente a melhorar, o que se compreende, dado o pouco de tempo de atividade do equipamento, mas não é nada que possa ensombrar o excelente trabalho que tem sido realizado nestes seis meses de vida. Uma avaliação cuidada e criteriosa dos pontos fracos vai permitir que eles sejam superados e que a “Loja” seja na sua globalidade um espaço também de excelência em Vila Nova de Famalicão.

A juntar a tudo isto, temos ainda que acrescentar o facto do Município de Vila Nova de Famalicão continuar, segundo os números oficiais, no pódio dos concelhos mais exportadores de Portugal: é o terceiro do País e o primeiro da Região Norte.

Este é um feito que se deve à criatividade e à perseverança dos nossos empresários e dos nossos trabalhadores. Eles são os donos destes excelentes resultados que significam mais riqueza, mais prosperidade e mais qualidade de vida para todos, num “choque” que também traz mais prosperidade a todos os Famalicenses.

O caminho é este e não é outro.

JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - Lagoa - Atlantic Park - Decoração - Têxteis-lar - Casa - Habitação - Loja - Residência - Morada - conforto - bem-estar - JYSK - JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - loja - estabelecimento comercial - atlantic park - decoração - têxteis-lar, colchões - roupa de cama - roupa de banho - mobiliário - conceito - 3.0 - hygge - bem-estar - conforto - tranquilidade - preço - desconto - reabertura - investimento - postos de trabalho

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Duas mortes deixaram Famalicão mais pobre

JYSK reabre a sua loja de decoração em Famalicão

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: [email protected]

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Dias à Mesa levam Cozido à Portuguesa a Vila Nova de Famalicão

21 trilhos permitem ‘Caminhar para conhecer Barcelos

Agostinho Gonçalves completa 101 anos de vida rodeado de familiares

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.