Crónica

Voltar à página inicial
Crónica

Dar Coisas aos Nomes | Tirar férias à vida – Algumas sugestões de leitura

    A páginas tantas, no primeiro volume de O Homem sem Qualidades, uma das personagens de Musil descreve a condição póstuma que caracteriza a literatura, o que tanto vale

Crónica

Europa & Democracia | As maiorias intolerantes

  O que é que está errado no mundo? A fome, a guerra e as epidemias? Poderá ainda assustar, mas já não tira o sono como no passado. Em rigor,

Crónica

Dar Coisas aos Nomes | Spielberg. Em busca do tempo perdido

  Talvez isto seja um exemplo de como a experiência de ver um filme ultrapassa o perímetro estrito da crítica sobre o filme e acaba por se infiltrar nos pequenos

Crónica

Dar Coisas aos Nomes | Explicações de Português

  [cancioneiro trovadoresco] Nem tudo o que luz é ouro. Às vezes, é só texto: a mulher-letra, mia senhor, o desejo sexual sublimado em estoica cantoria para disciplinar o prazer

Crónica

Ir às compras | Safari no supermercado

  Não gosto, mas tem de ser! Ir ao supermercado é todo um universo que me transcende e me retira do meu próprio corpo. São poucas as vezes em que

Crónica

Recriações históricas | Napoleão em Famalicão!

  Atualmente, tal como muitas outras cidades do norte de Portugal, o Concelho de Vila Nova de Famalicão tem a sua feira medieval. É uma feirinha modesta, realizada com uma

Crónica

Dar Coisas aos Nomes | Saramago, Ricardo Reis e o ano da nossa morte

  A todos os alunos do 12.º ano com quem partilhei estas e outras derivas.   #1 Must be strangely exciting / to watch the stoic squirm”, confessa Alanis Morissette

Crónica

Palestina | Curar a Terra Estéril

  Jerusalém, 1948. A caminho do trabalho, Hind Husseini depara-se com 55 crianças palestinianas órfãs na rua. Ela leva-as para casa, para lhes dar comida e abrigo. Passados seis meses,

Crónica

Rebuliços | Sporting sob a banda sonora da Luciana Abreu e da Faixa de Gaza

. Falemos do Sporting, da nova música da Luciana Abreu e do último atentado na Faixa de Gaza (este último tema com muito menor relevância, pois já se sabe). Estou

Crónica

Assembleia da Junta de Freguesia | A paixão do Poder Local e o Bino

Parece que isto da assembleia se torna mais interessante quanto mais pequeno for o órgão de poder local. A Assembleia da República é castiça, porque às vezes são levadas a

Crónica

Dar coisas aos nomes | O cinema antes da sua cultura

Os trabalhadores saem a x horas de uma fábrica no final do século XIX. Assistimos apenas (apenas?) a isso: o movimento desses trabalhadores, os seus gestos, uns mais naturais, outros

Crónica

Educação | Carreira Docente. Negociação ou gestão de expectativas?

A expectativa dos professores em relação a todas as agruras criadas pelos governos, a reboque do argumento da crise financeira, tem no horizonte da memória a data não muito longínqua

Crónica

Dar coisas aos nomes | Encenação do Apocalipse

Vi pela terceira vez o filme mother!, de Darren Aronofsky. Não por me ter sentido arrebatado pelo filme enquanto experiência cinematográfica ímpar, nem sequer por ter achado insuficientes as duas

Crónica

Síria | Na dúvida, a guerra acabou! Faltavam informações

A guerra da Síria começou em 2011 por ocasião da Primavera Árabe. Os cidadãos indignaram-se com as denúncias de corrupção do governo de Bashar al-Assad. A guerra tomou proporções humanitárias

Crónica

Dar coisas aos nomes | Dizer adeus às coisas

Tanta coisa depende daquilo que decidimos escrever no início de um texto. Houve alturas em que uma folha em branco me deixava em pânico. Um pânico absoluto, paralisante: levantava-me da

Crónica

As palavras é só bolinhas de sabão | Kon-kon: Ler as Cartas da tia-que-vive-na-selva

2017 foi um ano especialmente importante para a famalicense Isabel Fernandes. Estando a meio da terceira missão em países africanos, decidiu celebrar o seu trigésimo aniversário com a publicação do

Crónica

Dar coisas aos nomes | Aproximações (notas sobre fotografar)

As primeiras vezes, a primeira vez de cada primeira vez. Primeiro, mergulha-se a fundo. É-se irresponsável, faz-se como os putos diante o mar e o rebentar das ondas, sempre primeiras,

Crónica

Aeon de Trimegisto. “O Todo é mente, o Universo é mental”

Dia 1: Programei um ser. Autónomo e livre. Dei-lhe o poder da escolha. Chamei-lhe só “animal” e soltei-o num mundo criado também por mim. Com ciclos e ritmos minimalistas como

Crónica

Dar coisas aos nomes | Pagãos inocentes da decadência

Foi exibido ontem à noite, integrado na agenda do Cineclube de Joane, Verão Danado, o filme de estreia de Pedro Cabeleira, com o qual este jovem realizador de 25 anos

Crónica

Menino Jesus, estás online?

MENINO JESUS, estás online? O Natal aproxima-se e lembrei-me agora que, na minha infância, te escrevia cartas com grande entusiasmo, magia e sempre muito certa da tua existência infinita. Olhava

Crónica

O meu Natal

Celebro o Natal como uma época de reunião da família e de reforço dos seus laços afetivos, na qual os mais novos têm, obrigatoriamente, prioridade. Fui educada assim. A minha

Crónica

Identidade: Joanense, Minhoto, Português, Europeu, Engenheiro do Ambiente e, muito recentemente, Ferroviário

Identidade A forma como nos vemos a nós mesmos e construímos a nossa história pessoal e a nossa identidade são uma peça central da nossa vida. A minha identidade anda

Crónica

Dar coisas aos nomes | Sobre o luto

(dedicado ao Agrupamento de Escuteiros 1046 de Nine) . . Queria desde há muito escrever um texto a partir do filme Manchester By The Sea, de Kenneth Lonergan (2016), e,

Crónica

Dar coisas aos nomes | Luz negra – notas sobre Rui Nunes

Se a memória não me falha, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco há pelo menos três livros de Rui Nunes disponíveis para consulta e requisição: são eles Enredos, Os Deuses