Braga

Reabilitação | Restauro dos Paços do Concelho de Braga recebe Menção Honrosa

Reabilitação | Restauro dos Paços do Concelho de Braga recebe Menção Honrosa

Pub

 

 

O restauro do edifício da Câmara Municipal de Braga foi distinguido com uma menção honrosa na sétima edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (PNRU), à qual concorreram 80 projectos nacionais distribuídos por 20 concelhos de norte a sul do país. A cerimónia de entrega decorreu no antigo Museu dos Coches, em Lisboa.

 

 

A intervenção nos Paços do Concelho incidiu no Salão Nobre e todo o património artístico, na antecâmara, na escadaria principal e na cobertura. O restauro visou um tratamento adequado e consciencioso, englobando todas as fases de intervenção necessárias e essenciais para assegurar a sua preservação. A operação realizada valorizou a vertente da conservação, incluindo o restauro e a reintegração volumétrica e cromática das zonas intervencionadas.

Esta distinção apresenta-se como uma enorme mais-valia para potenciar ainda mais o envolvimento, reconhecimento e afectividade da comunidade Bracarense relativamente a um notável exemplar de arquitectura civil barroca, num edifício classificado como Imóvel de Interesse Público.

Com o reconhecimento público da operação de conservação e restauro, o edifício dos Paços do Concelho assume-se como um bem cultural de elevada importância com enorme relevo a nível local e nacional.

Esta distinção vai impulsionar novas sinergias ligadas à cultura, ao turismo e à economia, contribuindo simultaneamente, para a difusão do imóvel e de boas práticas ao nível da intervenção sobre o património.

Em paralelo, as condições de visita ao edifício foram melhoradas, reconhecido como um dos mais importantes exemplos da arquitectura civil barroca do centro histórico da Cidade de Braga, enriquecendo ainda o percurso de visita a outros baluartes do barroco nacional, como o Palácio dos Biscainhos ou o Palácio do Raio.

Lançado em 2013, o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana (PNRU) visa reconhecer, premiar e divulgar a excelência na renovação das cidades portuguesas, afirmando-se atualmente como a mais prestigiada distinção na área da reabilitação do edificado e requalificação dos territórios em Portugal. O PNRU é co-organizado pela Vida Imobiliária e pela Promevi, e conta com o apoio do Governo de Portugal.

Segundo Rosário Carvalho, “o atual edifício da Câmara Municipal de Braga foi construído entre os anos de 1753 e 1756, tendo o seu traçado sido concebido por André Soares, artista natural de Braga e principal nome do barroco minhoto, celebrizado pelos seus traços de arquitetura e talha”.

Implantado no antigamente denominado Campo de Touros, atual Praça do Município, “o edifício da Câmara Municipal de Braga define, juntamente com o Paço do Arcebispo, igualmente concebido por André Soares, o eixo central de uma praça, em que prevalece um forte sentido cenográfico”.

Neste edifício, André Soares traça um caminho muito próximo do barroco. “Em termos de planta, a opção é muito semelhante à da Casa do Raio, destacando-se, ao centro, a escadaria nobre com patamar. As restantes divisões desenvolvem-se lateralmente à escada. O patamar é iluminado por janelas, cuja colocação revela a importância do claro-escuro e dos contrastes sugeridos, o que traduz a preocupação com a manipulação da luz por parte do arquitecto (PEREIRA, 1989, p. 456)”.

 

Imagens: (  ) Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Cultura, Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.