Póvoa de Varzim

Agricultura | Horpozim lança ‘Da Póvoa’ muito em breve, Município avança com Conselho Económico da Agricultura

Agricultura | Horpozim lança ‘Da Póvoa’ muito em breve, Município avança com Conselho Económico da Agricultura

 

 

 

Realizou-se, ao final da tarde de ontem, 10 de dezembro, a cerimónia de tomada de posse dos órgãos diretivos da Horpozim – Associação Empresarial Hortícola da Póvoa de Varzim para o triénio 2019-2021, que reconduziu Manuel António Silva como presidente da Direção.

 

 

A sessão decorreu na sede da associação em Aguçadoura e contou a presença do presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, estando também presente Lucinda Amorim,  a Vereadora da Agricultura e Pescas do município, para além dos empossados, mas também de empresários, autarcas e dirigentes associativos.

Na ocasião, Manuel António Silva elogiou os órgãos sociais, que “têm que levar a cabo um trabalho que muitas vezes não é fácil”. Reiterando a missão da Horpozim enquanto representante de toda a fileira hortícola, disse ter “a noção de que os olhos estão postos em nós e queremos continuar a ser capazes de alavancar o setor”.

Manuel António Silva, pretende prosseguir o trabalho até aqui realizado e “conseguir, junto das autoridades, melhores condições para desenvolver a nossa atividade, criar oportunidades de negócio para todos e ainda, muito mais do que a representação institucional, preocuparmo-nos em representar toda a fileira hortícola. Como associação empresarial temos a preocupação de, além daquilo que é a atividade empresarial por si só, assumirmos responsabilidades sociais quer seja com os nossos assalariados quer seja com a própria sociedade. Assumimos também o papel de ir ao encontro do consumidor para estimular o consumo de hortícolas, certos que daí advêm resultados para toda a cadeia”.

Quanto aos desafios que se avizinham a curto prazo, referiu as alterações às regras de contribuição para a Segurança Social e a fiscalização da atividade que “está muito apertada”. Mas há um outro desafio essencial a que importa responder: chamar mais jovens ao setor agrícola. “Na União Europeia, um universo de 500 milhões de habitantes, o número das pessoas afetas à agricultura, em geral, está a diminuir e só 6% têm menos de 35 anos”, informou.

Por fim, Manuel António Silva destacou também a necessidade de formação dos horticultores e a certificação das explorações, bem como apontou estar para um futuro próximo a confirmação da marca ‘Da Póvoa’.

Manuel António Silva referiu-se aos principais objetivos que a direção deseja atingir no próximo mandato:

O Presidente da Horpozim assumiu que pretendem “continuar a ser dignos e capazes de alavancar o setor”, conscientes de que “vários desafios se colocam no futuro”.

O presidente da autarquia poveira, Aires Pereira, começou por reiterar que “este é um dos setores mais importante do nosso concelho”, acrescentando que “são mais os desafios que temos pela frente do que propriamente aspetos negativos”.

Para o edil, “este é um setor que está em franco crescimento”, advertindo, no entanto, que “é necessário fazer mais pelo setor”. considerando que “está vivo”, mas precisa de ser valorizado: “Temos que nos focar num objetivo em concreto: vender os produtos ao melhor preço possível”. “É preciso valorizar a qualidade dos nossos produtos e isso não tem sido feito. Não temos conseguido valorizar o produto de acordo com o trabalho que nos dá, com o custo que tem e com as horas que dispendemos, ou seja, a nossa dedicação não tem tido correspondência”.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim considera que ser este o “grande desafio que temos pela frente”, manifestando a sua disponibilidade para ajudar a atingi-lo: “Vamos criar, em janeiro, no Município, o Conselho Económico da Agricultura para os dois setores, pecuário e hortícola. Em conjunto, conseguiremos vencer esta batalha”, garantiu. “Iremos avançar por forma a identificarmos o que é que o setor precisa para ser competitivo. Do ponto de vista da comercialização e daquilo que é o resultado do vosso trabalho. É preciso fazer uma reflexão: Por que é que não estamos a receber a contribuição relativa ao esforço e qualidade dos produtos? Vamos perceber o que podemos melhorar para termos uma retribuição justa”.

Este Conselho Económico da Agricultura vai englobar a Câmara Municipal e todos os operadores ligados ao setor.

 

Fontes: Horpozim e Município da Póvoa de Varzim

Imagens: (0, 2) Município da Póvoa de Varzim, (1, 3) Horpozim

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Economia, Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.