MDM realiza jornada de exigência pela Igualdade e solidariedade solidariedade com a luta das mulheres em todo o mundo em defesa dos seus direitos, contra todas as guerras e pela paz

Luta pela igualdade de direitos das mulheres assinalada com livro e manifestação nacional em Braga, Porto e Lisboa

Luta pela igualdade de direitos das mulheres assinalada com livro e manifestação nacional em Braga, Porto e Lisboa

Pub

 

 

O Movimento Democrático de Mulheres (MDM) assinala, em Braga, com o lançamento de um livro, e na rua, no Porto e em Lisboa, e sob muitas formas, noutros locais, o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, como dia de luta e solidariedade com as mulheres que lutam em todo o mundo pela igualdade de direitos e pelo direito a uma vida em liberdade, igualdade, progresso e paz.

Elas estiveram nas prisões do fascismo destaca papel feminino no combate ao Estado Novo

No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, o MDM estará em Braga, no Café Vianna, em Braga, às 17h30, para apresentação do livro Elas estiveram nas prisões do fascismo, da autoria da União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP). Manuela Silva e Elisa Marques representarão o URAP e o MDM, respetivamente.

Este livro é uma homenagem a todas as mulheres portuguesas que, em tempos de medo, silêncio e opressão, combateram a ditadura fascista.

Elas estiveram nas prisões do fascismo é um importante contributo para destacar o relevante, e por vezes esquecido, papel das mulheres no combate à ditadura fascista. Homenageia as 1.755 mulheres presas nesse período e cujo nome constam no Registo Geral de Presos dos ficheiros da PIDE e do Cadastro da Torre do Tombo.

O livro Elas estiveram nas prisões do fascismo aborda a situação jurídica, as condições prisionais que enfrentaram, as lutas sociais e as movimentações democráticas em que participaram, bem como um breve historial das organizações femininas de orientação democrática.

mdm - movimento democrático de mulheres - dia internacional da mulher - 8 de março de 2022 - braga - porto - lisboa - livro - manifestação - igualdade - direitos - movimento democrático das mulheres - braga

Mulheres exigem Igualdade e Paz

Antes desse dia, este sábado, 5 de março, o MDM, movimento criado com o objetivo de reivindicar por ‘melhores salários, melhores condições de vida e igualdade de direitos’, ainda durante o Estado Novo, irá realizar uma Manifestação Nacional de Mulheres, no Porto, concentração essa que se repete em Lisboa no sábado seguinte, 12 de março.

A manifestação preparada pelo MDM para ter lugar no Porto – que conta com a participação de mulheres dos distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Coimbra, Guarda, Porto, Viana do Castelo e Viseu -, transporta e reclama as suas reivindicações para concretizar a igualdade na vida, ainda tão longe de ser atingida, apesar de todos os avanços sociais conseguidos em mais de um século de luta pelos seus direitos.

Direitos das mulheres não podem esperar

Estas comemorações e esta Manifestação Nacional ‘serão uma jornada de exigência de Igualdade, que se pretende materializada em políticas que tenham os direitos das mulheres como uma prioridade’, destaca o MDM. Para lá disso, num momento tão delicado como o atual que o mundo atravessa, o Movimento Democrático de Mulheres pretende também que esta seja uma manifestação de ‘solidariedade com a luta das mulheres em todo o mundo em defesa dos seus direitos, contra todas as guerras e pela paz’.

dia internacional da mulher - mulher - manifestação nacional de mulheres - mdm - direitos - igualdade - solidariedade - livro - manifestação

JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - Lagoa - Atlantic Park - Decoração - Têxteis-lar - Casa - Habitação - Loja - Residência - Morada - conforto - bem-estar - JYSK - JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - loja - estabelecimento comercial - atlantic park - decoração - têxteis-lar, colchões - roupa de cama - roupa de banho - mobiliário - conceito - 3.0 - hygge - bem-estar - conforto - tranquilidade - preço - desconto - reabertura - investimento - postos de trabalho

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão - comunidade

Sacos solidários da re.store ajudam APAV

Imagens: DR

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Braga prepara receção a Ucranianos refugiados da guerra com a Rússia

Paz no Mundo! – Rússia e Ucrânia amigas em Famalicão

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.