Avançar com a valorização da riqueza patrimonial, cultural e social da região e promover o alargamento da rede de centros Ciência Viva

Bloco de Esquerda quer Centro de Ciência Cidadã no Vale do Ave

Bloco de Esquerda quer Centro de Ciência Cidadã no Vale do Ave

Pub

 

 

O Bloco de Esquerda propôs a criação de um centro de ciência cidadã no Vale do Ave. A proposta foi efetuada em assembleia pública realizada na Trofa, este domingo, 16 de janeiro.

‘A produção de conhecimento através da ciência, a sua disseminação e partilha são instrumentos essenciais para a luta contra o obscurantismo e a ignorância em geral, que põem em causa não só a compreensão e resolução das presentes emergências ambientais, sanitárias e sociais, mas também a maneira como perspetivamos e lidamos com potenciais desafios e crises futuras’, refere Marco Mendonça, porta-voz do Bloco de Esquerda.

Preocupado com a ‘rápida e preocupante erosão da confiança do público na evidência científica’ e a ‘degradação sistémica da governança da ciência’, em que a opinião pública opta ‘frequentemente por preterir ciência fundamental por ciência aplicada de duvidosa qualidade centrada numa visão utilitarista, mero instrumento económico assente na ideia simplista e redutora de que crescimento económico é sinónimo de qualidade de vida’, o Bloco de Esquerda advoga a aplicação de políticas. Para o efeito, considera ser necessário consolidar ‘infraestruturas de investigação científica e a formação e manutenção  de trabalhadores qualificados que dentro do sistema científico nacional promovam efetivamente a criação de conhecimento e inovação, a defesa dos valores imateriais da ciência e da cultura científica e, direta e indiretamente, o aumento da  prosperidade, saúde, segurança e bem estar de todos os cidadãos’.

Assim, o Bloco de Esquerda relembra que a Assembleia da República aprovou, na anterior legislatura, um projeto que incide na valorização da riqueza patrimonial, cultural e social da região do Vale do Ave. Para o efeito será necessário:

  1. a) Realizar um levantamento dos imóveis industriais do Vale do Ave, pela Direção Geral do Património Cultural (DGPC), tendo em vista uma eventual classificação dos mesmos;
  2. b) Criar uma linha de financiamento para investigação científica da Fundação para a Ciência e a Tecnologia com o objetivo de aprofundar o conhecimento científico e académico sobre o objeto em causa; e
  3. c) Elaborar um novo Roteiro Histórico do Património Industrial do Vale do Ave através do Turismo de Portugal e do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

A par dessa decisão, o Bloco propõe ainda, no seu Programa Eleitoral para as Legislativas de 2022, o “alargamento dos Centros de Ciência Viva no país, aproximando este programa da realidade educativa, social e cultural desses territórios”. Desta forma, na região, complementar-se-ia o Museu da Industria Têxtil da Bacia do Ave, criando um espaço de Ciência Cidadã’, que permitiria a qualquer cidadão encontrar um espaço e apoio para propor e desenvolver os seus próprio projetos.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - jornal diário digital generalista de âmbito regional

Imagem: BE

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Visite também os nossos anunciantes.

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.