Armindo Vilas Boas coordena Autárquicas no PS Barcelos

Armindo Vilas Boas coordena Autárquicas no PS Barcelos

Pub

 

 

Armindo Vilas Boas, atual presidente da Junta de Freguesia de Carapeços, é o novo Coordenador Autárquico do Partido Socialista para o Concelho de Barcelos. Em articulação permanente com o presidente da Concelhia, o Secretariado e a Comissão Política local, o autarca, votado favoravelmente por uma grande maioria dos membros da Comissão Política, passa agora ter nas suas mãos a responsabilidade pela liderança do processo de definição das linhas-mestras de orientação política e candidatos às próximas eleições autárquicas que irão decorrer em 2025.

Registe-se que o PS Barcelos tem como objectivo estratégico a vitória nas eleições autárquicas de 2025 para os órgãos municipais e liderar a maioria das freguesias do concelho, onde já dispõe de primazia.

O concelho de Barcelos tem o maior número de freguesias do país, mas esse número poderá aumentar já nas próximas eleições autárquicas, caso sejam aprovadas as propostas de criação de novas freguesias, por desagregação de algumas das atuais uniões.

Foi com esse intuito que a Comissão Política do PS Barcelos nomeou Armindo Vilas Boas como Coordenador Autárquico. Este irá manter um trabalho político permanente junto das freguesias, apoiando os autarcas do PS e analisando todos os processos de continuação dos atuais presidentes de Junta, os processos constituição de novas equipas nos casos de limitação de mandatos, de constituição de alternativas políticas onde o PS não lidera as juntas de freguesia, de captação e seleção de elementos para listas de candidatos às assembleias de freguesia, organização do processo autárquico para os órgãos municipais, entre muitas outras tarefas.

A nomeação de Armindo Vilas Boas resulta de eleição na Comissão Política Concelhia de Barcelos do Partido Socialista que também aprovou, por esmagadora maioria, o Plano de Atividades para o biénio 2022 – 2044, em reunião realizada no passado dia 19 de janeiro, e que contou com uma forte presença de militantes e autarcas.

Alicerçado nas duas principais diretrizes de orientação política da atual Comissão Política – Unir o Partido e Ouvir as Pessoas – o Plano de Atividades destaca o reforço do Partido no quadro dos valores socialistas e o trabalho em prol dos barcelenses, adotando como principal instrumento da sua ação a abertura e o diálogo e colocando como objetivo último vencer as próximas eleições autárquicas.

No âmbito interno, a aposta vai para a mobilização concertada dos seus eleitos – vereadores, deputados municipais, presidentes de Junta e membros das assembleias de freguesia – dos seus militantes e simpatizantes, bem como de toda a sua orgânica interna. Ao nível externo, pretende-se afirmar o Partido
no quadro de uma oposição responsável, criar as bases para candidaturas vencedoras, abrindo as portas político-partidárias a todos os que anseiam uma mudança política e social para o concelho, através da definição e implementação de novas políticas públicas, que o Plano de Atividades carateriza como grandes áreas temáticas.

As áreas temáticas representam as prioridades de intervenção que melhor servirão os interesses dos barcelenses, devendo gerar espaços de discussão política diversificados, abertos e participados, permitindo diagnosticar a realidade dessas matérias e apresentar propostas capazes de melhorar as
condições de vida dos barcelenses e o desenvolvimento do território. São as seguintes: Mobilidade, Habitação, Urbanismo e Ambiente; Ação Social e Saúde; Desenvolvimento Económico e Mercado de Trabalho; Cultura, Turismo e Artesanato; Juventude, Desporto e Associativismo; Proteção Civil,
Segurança e Justiça; Educação e Ensino Superior. No sentido de aferir a realidade social do concelho, será mantida um permanente contacto com instituições públicas e da sociedade civil, como as já
realizadas com o IEFP, Hospital de Barcelos e a Santa Casa da Misericórdia, que, pelo trabalho que desenvolvem e pela importância que representam para o concelho, devem ser ouvidas e acarinhadas.

Ainda a nível interno, pretende-se uma maior aproximação aos militantes e simpatizantes, com a realização de reuniões descentralizadas do Secretariado Concelhio e da Comissão Política, assembleias de militantes e fóruns temáticos; a abertura regular da sede do Partido e a articulação política entre
os órgãos do Partido, os vereadores e o grupo do PS na Assembleia Municipal. Em relação às freguesias, e enquanto verdadeiras estruturas de proximidade, merecerão ao longo do mandato uma atenção especial, com o apoio constante aos autarcas nas suas tarefas de serviço à comunidade.

Como nenhuma outra força política, o PS Barcelos lembra que tem sabido interpretar a importância e o desígnio das freguesias no contexto de um desenvolvimento coerente e harmonioso do concelho, criando mecanismos de autonomia política e financeira inéditos e de impacto extraordinário que colocaram o Município de Barcelos na vanguarda da descentralização e das parcerias públicas de desenvolvimento social. Esta conquista política protagonizada pelo PS continuará, por isso, a ser acarinhada e melhorada.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista - solidariedade social - voluntariado - dar-as-mãos - reffod - famalicão - mário passos - chma - raquel varela - escola - escola pública - docência - docentes - professores - escolas privadas - retrocesso social - reformas - classe social - liberdade - amor - gays - lésbicas - direito à diferença - migrantes - migrações - cgtp-in - nações unidas - antónio guterres- famalicão - unicef - cidade amiga das crianças - infância

Imagens: MVNF

Pub

Categorias: Barcelos, Política

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.