‘A vida não é feita de cachalotes a abater ou de façanhas perigosas a ultrapassar, antes é aspirar a casa enquanto o Quim Barreiros canta na televisão’

‘Terra Franca’ de Leonor Teles ou a vida dos gestos simples do dia a dia

‘Terra Franca’ de Leonor Teles ou a vida dos gestos simples do dia a dia

Pub

 

 

De Nantucket partiu o Pequod com Ahab a bordo, em busca da baleia branca retratada em Moby Dick, o clássico livro de Herman Melville. Cruzou os mares de todo o mundo, durante 3 anos. No Tejo, navega Albertino Lobo, numa lancha movida a motor; não tem uma tripulação a comandar, nem destino feroz que o treslouque, assim como o espaço que habita é exíguo, constrangido pelas margens. Avança no rio de olhar fixo num horizonte, enfrentando os elementos, os anos de labuta marcados no rosto, no corpo inteiro, nas mãos que puxam uma linha que parece sem fim.

Mas Terra Franca, de Leonor Teles, não é um filme sobre um herói, um Ahab consumido pelo desejo de vingança ou um Ulisses que apenas quer regressar a casa, enfrentando quantos perigos lhe surgem no caminho. As criaturas do Tejo são consideravelmente mais pequenas que um cachalote e o único contratempo a lutar é a revogação da licença de pesca.

A casa de Albertino Lobo, um pequeno mundo de gestos simples no dia a dia

Albertino não é um lobo solitário, tal como o rio não lhe é único na existência. Conhecemos-lhe a família: esposa, duas filhas, neta e genro. Entramos nesta casa sem pedir autorização, mas não somos recebidos com desconfiança; a nossa presença é apenas notada pelos olhares fugidios em direção à omnipresente câmara. Em Terra Franca, sem que haja uma ação deliberada que nos mova nesse sentido, depressa somos envolvidos no calor íntimo dos gestos simples do dia a dia: as frases ditas sem pensar, a maçã que se oferece para descascar ou o cão que se passeia à noite.

A vida não é…, mas é…

A vida não é feita de cachalotes a abater ou de façanhas perigosas a ultrapassar. É aspirar a casa enquanto o Quim Barreiros canta na televisão. É acalmar a neta quando o apito estridente do comboio a assusta. É impedir que um cão sedento beba o nosso bagaço. Ou então, finalmente resolver a questão que há séculos assola Portugal: qual o tamanho e por quantas pessoas era repartida a afamada sardinha que tantas bocas famintas do passado alimentou.

‘A Metamorfose dos Pássaros’, memória docuficcionada de família

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Feliz quem um bom dia sai humilde

Obs1: Terra Franca foi exibido pelo Lucky Star – Cineclube de Braga, a 25 de janeiro, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga.

Obs2: este texto foi previamente publicado em Lucky Star – Cineclube de Braga, tendo sofrido ligeiras adequações na presente edição.

Imagens: DR

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

‘Terra Franca’ de Leonor Teles exibido no Lucky Star de Braga

O Rio Este e as alterações climáticas em Braga

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Cinema, Cultura

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.