Promover cidadania ativa e informada no plano individual e das organizações

Ensino | Agência Portuguesa do Ambiente lança inquérito para redifinir Estratégia Nacional de Educação Ambiental

Ensino | Agência Portuguesa do Ambiente lança inquérito para redifinir Estratégia Nacional de Educação Ambiental

Pub

 

 

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) concebeu um inquérito simples com o objetivo de permitir equacionar tendências e proporcionar algum planeamento na renovação da Estratégia Nacional de Educação Ambiental (ENEA). O seu preenchimento é relevante de forma a promover uma cidadania informada e ativa, que garanta o envolvimento e o compromisso com um futuro sustentável de cada um de nós e das organizações que integramos.

Educação Ambiental, um processo de aprendizagem ao longo da vida

Desde o lançamento público, em 2017, pela Agência Portuguesa de Ambiente (APA), a ENEA – Estratégia Nacional de Educação Ambiental granjeou reconhecimento público pela sua importância de compromisso nacional em torno de eixos temáticos, prioridades e medidas a desenvolver por todas e todos os agentes de educação ambiental. Neste contexto, em Portugal foram cofinanciados até agora 168 projetos, num total de cerca de 6,4 milhões de euros.

Os princípios orientadores de uma estratégia no domínio da Educação Ambiental para a sustentabilidade visam uma cidadania interveniente, capacitando crianças e jovens, mas também a sociedade civil, os agentes económicos, os decisores e os técnicos da administração central, regional e local. Estes desafios exigem de todos uma capacidade crítica que promova uma resposta efetiva na alteração de comportamentos, para que sejam mais conscientes e mais sustentáveis, porque só assim será possível repensar e reequilibrar a forma de agir, enquanto cidadãos responsáveis pelo planeta.

Imagem: APA

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.