Associação pede audiência à Valsousa porque um ano volvido sobre Memorando de Entendimento Intermunicipal não se verificam sintomas de alívio ambiental

Ambiente | Movimento Rio Sousa reafirma defesa do afluente do Douro

Ambiente | Movimento Rio Sousa reafirma defesa do afluente do Douro

 

 

Este fim de semana o Movimento Rio Sousa realizou em Novelas, Penafiel, uma reunião dos seus associados no prosseguimento da defesa da bacia hidrográfica do Rio Sousa.

Tendo em conta a continuidade de descargas poluentes, designadamente as que recentemente têm sido constatadas em diversos pontos dos concelhos de Penafiel, Paredes e Lousada, o Movimento Rio Sousa inferiu da necessidade da continuação da exigência de prementes medidas que permitam o cessar de ataques ao biossistema do Rio Sousa.

Depois de na Marcha Pelo Rio Sousa, realizada em Penafiel, em 25 de setembro de 2019, Dia Mundial dos Rios, ter congregado inúmeras pessoas numa demonstração de empenho comunitário na preservação do rio, o Movimento Rio Sousa reuniu com responsáveis de autarquias correlacionadas com a referida bacia hidrográfica.

Nas referidas reuniões, o movimento cidadão realçou a importância do papel das autarquias na arbitragem e solução da constante e anómala poluição do Rio Sousa, tendo sido protocolado um Memorando de Entendimento Intermunicipal sobre o curso de água. Um ano volvido, o Movimento Rio Sousa, contudo, não verifica sintomas de alívio ambiental no rio e seus afluentes.

O Movimento Rio Sousa considera, por isso, mais uma vez, ser importante que se cumpra o Memorando de Entendimento Intermunicipal sobre o Rio Sousa protocolado naquela data naquela ocasião. Tendo em conta a importância da tomada de medidas intermunicipais, o Movimento Rio Sousa decidiu, por isso, solicitar uma audiência à Associação de Municípios do Vale do Sousa.

Fonte: MRS; Imagens: António Pedro Oliveira, MRS

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.