Cumprir metas ambientais reciclando o desperdício alimentar

Ambiente | 20 Milhões de euros para municípios recolherem biorresíduos

Ambiente | 20 Milhões de euros para municípios recolherem biorresíduos

Pub

 

 

Os municípios vão ser apoiados com 20,2 milhões de euros para aumentar a capacidade de recolha seletiva dos biorresíduos: 18 milhões no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR) e 2,2 milhões do Fundo Ambiental.

Na apresentação das orientações estratégicas para os biorresíduos, em Lisboa, o Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes destacou a necessidade de “haver capacidade financeira para investir” e referiu que o lançamento de um setor de recolha seletiva pode vir a representar um investimento superior a 400 milhões de euros até 2030, financiados por fundos europeus, tarifas e outras fontes na montagem de sistemas de recolha seletiva dos resíduos orgânicos.

Nas contas do Governo, produzem-se atualmente cerca de 1,8 milhões de toneladas de biorresíduos, que representam cerca de 40 por cento de todos os resíduos.

Tarifar para cobrir investimentos

“Não há forma de transformarmos o setor se as nossas empresas não tiverem a oportunidade de cobrar tarifas justas, as necessárias para poder investir o que o setor tem para investir”, disse, acrescentando que o financiamento será aplicado na montagem de sistema de recolha seletiva dos resíduos orgânicos, compostos principalmente por restos alimentares domésticos e da restauração e restos vegetais de jardins.

O financiamento vai permitir também que as empresas e outras entidades públicas “possam ter os recursos necessários para prestarem um bom serviço”.

Autarquias em ação

Entre os 2,2 milhões de euros previstos do Fundo Ambiental, estão incluídos 1,39 milhões para as autarquias fazerem planos de ação para aumentarem a capacidade de recolha seletiva, 200 mil euros para programas de formação, 100 mil euros para campanhas locais de informação e 500 mil euros para criarem programas de compostagem domésticos e comunitários.

De 2021 a 2030 preveem-se investimentos de 223 milhões de euros para recolha seletiva e mais 204 para aumentar a eficiência na utilização de resíduos e transição para a economia circular.

As orientações estratégicas do Governo realçam também “a obrigação da redução do desperdício alimentar na Administração Pública”.

Fontes: Governo, TVI; Imagem: OpenId2

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.