Jaime Marta Soares: Mais vale tarde que nunca

Segurança | Bombeiros garantem 7 milhões de apoios excecionais para combate à pandemia de Covid-19

Segurança | Bombeiros garantem 7 milhões de apoios excecionais para combate à pandemia de Covid-19

Pub

 

 

“Diz o povo que mais vale tarde que nunca”, afirmou hoje o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) à saída da reunião com a secretária de estado da Administração Interna (SEAI), Patrícia Gaspar, após estarem garantidos 7 milhões de euros de apoios excecionais aos bombeiros a propósito da pandemia. Estes, contudo, não foram iniciativa do Governo, foram aprovados esta manhã pelo Parlamento sob proposta do PCP, com a abstenção do PS e os votos favoráveis das restantes bancadas.

O comandante Jaime Marta Soares considerou que “esta situação podia estar resolvida há muito, quando das propostas apresentadas  pela LBP”, mas entende que “o Governo, num primeiro momento, defendeu não haver associações em dificuldades, e agora, afinal, não só é obrigado a reconhecê-las, como a encontrar verbas para as mitigar.”

A LBP considera que, “neste momento, já se perdeu tempo de mais, importa agir”. Defendeu, por isso, perante o Governo, como também perante os grupos parlamentares na Assembleia da República, as associações de bombeiros que estavam e continuam a estar a braços com tremendas dificuldades. “É bom que a ajuda lhes chegue o mais rapidamente possível”.

O presidente da LBP, na oportunidade, deixou também claro à SEAI que, passados mais de 3 meses desde o início da pandemia, o SNS ainda não tenha conseguido garantir uma via verde para que os bombeiros possam fazer com prioridade os testes de despistagem à Covid-19.

O comandante Jaime Marta Soares adiantou ainda lamentar a insuficiência de equipamentos de proteção individual para o Covid-19, ainda por cima quando os preveem no âmbito do DECIR sem, no entanto, o Governo se responsabilizar pelo seu fornecimento ou pagamento. “Se as nossas associações já sentem dificuldades com este tipo de atitude ainda ficarão mais pobres”, referiu.

O presidente da LBP lembrou também à secretária de Estado a urgência de equipamentos de proteção contra incêndios florestais, prometidos há muito pelo Govern, mas que tardam em chegar, não obstante a própria LBP ter-se disponibilizado para apoiar o processo concursal.

Entre os restantes assuntos abordados, o presidente da LBP lembrou ainda as equipas de intervenção permanente (EIP) que importa continuar a criar e, também, a adaptar às novas realidades.

 

Fonte: LBP; Imagem: BVB

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.