Ação conjunta do Município e da Associação Comercial

Coronavírus | Braga apela a encerramento de serviços não essenciais, nomeadamente bares

Coronavírus | Braga apela a encerramento de serviços não essenciais, nomeadamente bares

Pub

 

 

O Município e a Associação Comercial (ACB) de Braga acompanham de perto o desenvolvimento da pandemia da COVID-19 e enaltecem a atitude de vários agentes locais que, nos últimos dias, optaram voluntariamente por encerrar a sua actividade.

“Este é um momento em que todos devemos caminhar lado a lado e fazer tudo o que está ao alcance de cada um para evitar a propagação desta pandemia”, refere-se na nota conjunta emitida. Ciente que os associados são o seu maior activo, a ACB tem demonstrado uma profunda preocupação pela sua saúde e segurança.

Nesse sentido, face à situação de emergência de Saúde Pública de âmbito internacional inerente à propagação do COVID-19, e em complemento ao despacho do Governo que determina o encerramento dos bares, todos os dias, a partir das 21 horas, o Município de Braga e a Associação Comercial de Braga (ACB) recomendam aos proprietários de estabelecimentos comerciais de serviços não essenciais o encerramento total, e por tempo indeterminado.

“Esta medida será um aditivo importantíssimo para conter as possíveis linhas de contágio na Cidade, contribuindo ainda mais para o isolamento social dos Bracarenses, dando, assim, mais um exemplo positivo no combate à propagação do COVID-19”.

O Município de Braga e a ACB reconhecem que esta pandemia acarretou consigo efeitos nefastos na economia da região e, particularmente, no sector do Turismo. Após ultrapassada a presente fase, “esta área será uma das prioridades máximas da actuação municipal, através de medidas vocacionadas à revitalização e dinamização do sector”.

 

Fonte e Imagem: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.