Trabalho com quase duas décadas assenta no Espaço Municipal para a Igualdade

Mulher | Guimarães reforça estratégia de cooperação para promoção de igualdade de género

Mulher | Guimarães reforça estratégia de cooperação para promoção de igualdade de género

Pub

 

 

A violência doméstica “ainda é um flagelo que atinge a sociedade”, segundo Rosa Oliveira, da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CCIG), na intervenção no seminário que decorreu esta quinta-feira, 5 de março, no âmbito do Projeto “Good Vibes”, promovido pela Sol do Ave em parceria com o Município de Guimarães.

Numa altura em que a desigualdade de género e a desigualdade de poder ainda se fazem sentir de forma acentuada, nomeadamente pela forma como as mulheres são remuneradas – quase sempre com salários inferiores aos dos homens – ou na escolha para lugares de responsabilidade na administração de empresas ou direção de instituições, esta sessão visou a promoção de uma reflexão sobre o percurso dos direitos alcançados pelas mulheres e também a situação no momento presente. Na abordagem à persistência de desigualdades, contou também com as presenças de Paula Oliveira, Vereadora da Ação Social da Câmara de Guimarães e Conselheira Municipal para a Igualdade, e Mafalda Cabral, da Sol do Ave.

Em representação da CCIG, Rosa Oliveira sublinhou que esta discussão “só faz sentido com o empenho de todos” e elogiou o papel do Município de Guimarães ao considerar que “tem dado sinais muito positivos nesta estratégia e só com todos estes intervenientes podemos chegar a algum lado. As vítimas de violência são algo que muito nos preocupa, precisamos muito do apoio dos municípios e ministérios. Ninguém fica para trás e é muito importante trabalhar em parceria”, salientou.

Paula Oliveira destacou que a Câmara de Guimarães “recorre a todos os instrumentos possíveis para desenvolver este caminho da promoção de igualdade de género”, realçando um trabalho com quase duas décadas assente no Espaço Municipal para a Igualdade, um gabinete criado pelo Município no ano de 2001, onde se desenvolvem planos de intervenção vocacionados para a prevenção e educação, assim como o acompanhamento de um psicólogo e uma assistente técnica.

Paula Oliveira realçou ainda a cooperação com as diversas instituições, sobretudo na Rede Social, com um reconhecimento amplo nas políticas sociais como exemplos a distinção de Município de Excelência do Prémio Viver em Igualdade no âmbito da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação (ENIND).

Mafalda Cabral, da Sol do Ave, destacou que a promoção da igualdade de género e o combate à violência doméstica são temas que devem ter um momento de partilha e reflexão. Há que mudar, e assim estamos a cumprir um dos objetivos para a qual a Sol do Ave foi criada que é a promoção de igualdade de oportunidades”, mencionou.

Fonte: Município de Guimaraes

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.