Festival apresenta músicos de Portugal, Espanha, Itália e Alemanha

Música | Famalicão e Santo Tirso serão palco de Festival Internacional de Órgão

Música | Famalicão e Santo Tirso serão palco de Festival Internacional de Órgão

Pub

 

 

De 18 a 27 de outubro, decorrerá em Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso a 5ª edição do FIO – Festival Internacional de Órgão. No seguimento do que tem acontecido em anos anteriores, o FIO 2019 apresenta o seu cartaz mais internacional, contando com renomados músicos de Portugal, Espanha, Itália e Alemanha.

 

 

Numa homenagem aos 500 anos da Circum-Navegação do navegador português Fernão de Magalhães, Marco Brescia, o aclamado organista e também diretor artístico do FIO, protagoniza “Música para Manicórdio na Era das Navegações”, utilizando uma réplica idêntica de um clavicórdio histórico do séc. XVIII. O repertório deste primeiro concerto do Festival, que também servirá para apresentação da iniciativa, pretende recriar fielmente alguns dos trabalhos dos mais renomados compositores italianos e ibéricos do século XVI, numa viagem no tempo que tem no Mosteiro de Santa Eulália de Arnoso, o cenário perfeito. O momento intimista terá lotação para 50 pessoas, obedecendo a convite para ingresso.

De cariz itinerante e inclusivo, o festival – iniciativa em prol da valorização do património organeiro e organístico -, procura, a cada nova edição, visitar, para além das igrejas que possuem órgãos autênticos – quer históricos, quer modernos –, paróquias desprovidas de órgãos, às quais é temporariamente levado um órgão de pequenas dimensões, oferecendo, assim, a um público abrangente a oportunidade de desfrutar do encantamento que só um órgão legítimo é capaz de proporcionar. Esta tem sido sempre uma diretriz basilar, que reforça a missão de formação de novos públicos e de democratização da música de órgão.

Todos os concertos, com exceção do primeiro, são de entrada livre e gratuita sujeita à lotação.

Programação

. Vila Nova de Famalicão, 8/09/19 – 17h00  (sujeito a convite)

Igreja de Santa Eulália do Mosteiro de Arnoso 

Música para manicórdio na Era das Navegações – concerto de apresentação da quinta edição do FIO

Marco Brescia (PRT/ITA), clavicórdio Rafael Marijuán, 2015.

. Santo Tirso, 18/10/19 – 21h00  

Igreja Matriz de Fontiscos 

Rossini / Bellini / Donizetti / Morandi: música para soprano, tenor e órgão 

Ensemble Favola d’Argo (PRT/ITA/GBR), Rosana Orsini (soprano), Luciano Botelho (tenor) e Marco Brescia (órgão), órgão fixo Späth, 1976.

​. Vila Nova de Famalicão, 19/10/19 – 21h00

Igreja Matriz de Vilarinho

Recital de violino e órgão: obras de Bach e Telemann

Marcos Lázaro e Sérgio Silva (PRT), órgão positivo Späth, 1981, especialmente levado à igreja para a realização do concerto.

​. Santo Tirso, 20/10/19 – 21h00

Mosteiro de Santo Tirso

Recital de órgão 

Letizia Romiti (ITA), realejo histórico atribuído a Manuel de Sá Couto, 1819-1822.

. Vila Nova de Famalicão, 25/10/19 – 21h00

Igreja Matriz de Telhado

Recital de órgão: obras de Frescobaldi, Scarlatti, Zipoli, Valerj, Bach e Telemann

Simona Fruscella (ITA), realejo histórico atribuído a Manuel de Sá Couto, 1836.

. Vila Nova de Famalicão, 26/10/19 – 21h00

Igreja Matriz de Santa Maria de Oliveira

Harpa medieval e organetto

Manuel Vilas e Saskia Roures (ESP).

. Vila Nova de Famalicão, 27/10/19 – 17h00 

Igreja Matriz de Ribeirão

Recital de órgão: obras de Kaspar Kerll, Soler e Bach

Johannes Skudlik (DEU), órgão histórico António José dos Santos, 1874, e órgão Klais, 2018.

 

Fonte e Imagens: FIO

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.