Novo ciclo para o FIMP

Música | Agora sob a batuta do novo diretor Raúl da Costa, Festival Internacional regressa à Póvoa de Varzim

Música | Agora sob a batuta do novo diretor Raúl da Costa, Festival Internacional regressa à Póvoa de Varzim

Pub

 

 

De 6 a 28 de julho, o Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, este ano na sua 41ª edição, está de regresso. Sob os auspícios da entrada num novo ciclo, a apresentação do programa do evento decorreu no restaurante Theatro, pelas mãos do seu novo Diretor Artístico, o jovem pianista Raúl da Costa,  e contou também com a presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e Vereador da Cultura, Luís Diamantino.

 

 

“Muito feliz pelos 41 anos de Festival de Música”, assim se manifestou Luís Diamantino, o Vice-Presidente da autarquia poveira, salientando “um trabalho que foi feito com muita perseverança, dedicação e empenho pelo Professor João Marques ao longo de 40 anos. (…) “Só podemos orgulharmo-nos do nosso passado”.

O festival terá a partir de agora o cunho pessoal de Raúl da Costa, a “pessoa certa” para dar seguimento a este trabalho, assinalou Luís Diamantino. “Todos nós conhecemos o Raúl [da Costa], é um poveiro. Esteve, no início da sua formação, na nossa Escola de Música e é, como muitos outros que por lá passaram, reconhecido internacionalmente, e tem uma experiência já muito alargada, apesar de tão novo. Por estes motivos, entendemos que seria a pessoa ideal para este trabalho”.

Manifestando orgulho por tal facto, o Vereador da Cultura do Município da Póvoa de Varzim não deixou passar em claro o excelente trabalho de formação musical que tem sido desenvolvido na Escola de Música da Póvoa de Varzim e que “dado os seus frutos”, acrescentando que “o Festival é a ponta do icebergue de todo um trabalho de base que tem sido feito ao longo de vários anos”.

Neste sentido, transmitiu ainda o ensejo de continuar a “aproveitar o presente. Com certeza o futuro será muito mais risonho e terá um cunho pessoal do Raúl da Costa porque o Festival terá que ser a imagem de quem o dirige. Portanto, estamos todos com muita esperança”.

Raúl da Costa começou por revelar que estava “muito feliz” por ser o Diretor Artístico do Festival porque “eu ‘nasci’ no Festival. Foi a minha primeira escola de música e tive a sorte de a ter porque todos os anos nos trazia a melhor música que existia”. Agradeceu o apoio do antigo Diretor, João Marques, e toda a comissão executiva do Festival.

O Diretor Artístico assumiu que o programa do 41º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim era “grande parte de mim, especialmente sendo a música tudo aquilo que eu sou. Eu não escolho os programas, eu vivo os programas”.

Raúl da Costa apresentou toda a programação do evento que arranca, como habitualmente com a Conferência por Rui Vieira Nery, a 6 de julho, sob o título ““Os riscos de compor no feminino: a presença
oculta das mulheres compositoras na históriada música ocid ental”, seguindo-se 15 concertos, até 28 de julho, no Auditório Municipal da Póvoa de Varzim, na Igreja Matriz local e também na Igreja Românica de S. Pedro de Rates.

De entre os concertos programados, consideramos serem de especial destaque os espetáculos dos Gabrieli Consort sob a direção de Paul McCreesh, no concerto de abertura, Quatuor Modigliani, Salaputia Brass, Arcadi Volodos – que, no ano anterior, fora cancelado – António Rosado, Trio Gaspard e Orquestra de Câmara Alemã com Raúl da Costa ao piano,  com que encerra o FIMP 2019.

FIMP – Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim 2019

Os ingressos para o Festival poderão ser adquiridos a partir de 18 de junho na bol e no Cine-Teatro Garrett (bilheteira 10h30-12h30 e 15h30-17h30 de terça-feira a sábado, e a partir das 15h30 em dias de espetáculo). Nos dias dos concertos, também pode comprar os bilhetes nos locais onde se realizam (Auditório Municipal, Igrejas Matriz e Românica de S. Pedro de Rates), a partir das 20h30.

A entrada, por espetáculo, custa 5,00 € e há ainda a possibilidade de adquirir bilhete passe para todos os espetáculos por 40,00 € e a brochura por 5,00 €.

A conferência de 6 de julho e os espetáculos incluídos em “Manifestações Paralelas” são de entrada livre.

 

Imagens: Município da Póvoa de Varzim

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.