12 a 30/11 Vila Nova de Famalicão

BINNAR | O festival “fora da caixa” está de regresso a Famalicão

BINNAR | O festival “fora da caixa” está de regresso a Famalicão

 

 

 

Disruptivo e fora da caixa. É assim o BINNAR, o festival de artes que regressa a Vila Nova de Famalicão já no próximo dia 12, segunda-feira, e que até ao final do mês de novembro vai levar música, teatro, cinema, entre outras artes, a vários espaços culturais do concelho famalicense.

 

 

A iniciativa, promovida pela plataforma cultural com o mesmo nome, conta com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão. Uma vez mais, volta a ter como motes, nesta sua terceira edição, a criação e a liberdade artística.

Exemplo disso mesmo é o que vai acontecer no dia 24 de novembro, a partir das 21h30, no Museu da Indústria Têxtil. O universo do têxtil vai servir de inspiração para o trabalho de quase uma dezena de artistas que vão expor neste espaço, mas também para um concerto exclusivo do compositor português Eduardo Patriarca, inspirado nos sons das máquinas presentes no museu.

Para o dia 21, quarta-feira, está também agendado outro dos pontos altos do festival: a performance teatral “(Des)Alinhar”, um trabalho em residência dos alunos da Academia Contemporânea do Espectáculo com o ator/encenador Jorge Paxeco que terá como cenário um palco pouco habitual – a feira semanal de Famalicão. “Na Feira de Famalicão, onde se trocam produtos, dinheiro, bens alimentares, vamos trocar outros bens, sem peso ou forma, os risos, os afectos, as emoções, os tempos, os olhares…”, explica a organização.

Do vasto e diverso programa do BINNAR, destaque ainda para uma exposição coletiva de fotografia analógica, patente de 12 a 30, no Museu Soledade Malvar; para uma instalação de videoarte, no dia 17, no Mosteiro de Arnoso Santa Eulália; para os concertos do grupo 10.000 Russos, no dia 18, às 18h30, no Mosteiro de Arnoso Santa Eulália, dos espanhois Hyggelig, no dia 23, às 21h30, na Fundação Castro Alves e de Alex Hedley, no espaço “A Casa ao Lado”, e Gargoola, no Espaço Cultural Cru, no dia 30 de novembro.

Refira-se que a entrada em todas as iniciativas e eventos realizados no âmbito do festival é gratuita.

 

Fonte: Município de Famalicão

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Mais recentes

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.