10/11 a 6/12 Vila Nova de Famalicão

Aguarelas | Adelaide Morgado expõe ‘Transparências’ na Galeria Matriz-Arte

Aguarelas | Adelaide Morgado expõe ‘Transparências’ na Galeria Matriz-Arte

 

 

 

Transparências“, de Adelaide Morgado, é a nova exposição de pintura que a Galeria Matriz-Arte irá inaugurar no próximo sábado, 10 de novembro, pelas 17h00. A exposição “Transparências” apresenta um conjunto de aguarelas, realizadas pela autora em 2017 e 2018, e estará patente ao público até 6 de dezembro.

 

 

Adelaide Morgado refere que “a expressividade e a cor se assumem como veículos para transmitir estados de espírito próprios da condição humana”. Assim, cada trabalho assume-se como a fixação,  subjetiva, de “um momento de introspeção, assente em vivências particulares, mas que permitem a interiorização de inúmeras possibilidades narrativas”.

Sobre a jovem pintora, Helena Romão, a proprietária e curadora da MatrizArte, assinala o facto de se tratar “de uma artista que tem investido muito na técnica de aguarela, executando os seus trabalhos de um modo muito original e inovador, o que lhe tem vindo a dar bastante projeção.

Por seu turno, a ZetGallery, de Braga, salienta que a pintura da artista plástica “valoriza a dimensão material e espiritual do Homem, tomando como referente visual a linguagem corporal. É representado, através desta, um diálogo silencioso que comunica por gestos e expressões faciais assumidamente figurativos.

[Na sua pintura] é explorado o conceito de vulnerabilidade humana. As personagens são apresentadas na sua essência mais primitiva: desnudadas, inacabadas, frágeis e contudo inquietantemente belas. Nesse sentido, Adelaide Morgado encontra, entre outros artistas, em Alberto Giacometti um modelo inspirador adaptando o universo escultórico a um outro contexto pictórico que é o da aguarela.

Adelaide Morgado nasceu em França, em 1972. Atualmente vive em Aveiro. Graduada em gestão estratégica é, no entanto, na pintura que encontra a sua maior força de expressão, pelo que frequenta a Faculdade de Belas Artes do Porto, onde estuda esta arte plástica.

“Desenho e pinto desde que me conheço” e “considero que a pintura é uma forma de estar e de viver” são expressões com que se autobiografa. Afiança, por essa razão, que “o retrato, a expressividade do gesto e a cor são os elementos que dão mais força aos meus trabalhos”. Na pintura, começou por realizar trabalhos a óleo, há mais de 25 anos, mas é à aguarela, cujo encontro se tratou de “uma feliz coincidência”, que hoje em dia se dedica dado tratar-se de uma “técnica surpreendente e bastante versátil quando aplicada com outros materiais”.

 

Fontes: Galeria Matriz-Arte, Adelaide Morgado e ZetGallery.

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Agenda, Arte

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.