Vila Nova de Famalicão

ITV | Associação Têxtil de Portugal e Município associam-se para criar novas oportunidades para empresas famalicense

ITV | Associação Têxtil de Portugal e Município associam-se para criar novas oportunidades para empresas famalicense

 

 

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP) conquistaram o 2.º lugar nacional nos European Enterprise Promotion Awards 2018 na categoria Apoio à Internacionalização com o projeto Fashion From Portugal que durante os últimos dois anos disseminou a imagem de qualidade, vanguarda e inovação da Indústria Têxtil e Vestuário portuguesa em mercados estratégicos de exportação.

 

 

A novidade foi avançada pelos presidentes das duas instituições, Paulo Cunha e Paulo Teixeira de Melo, respetivamente, acabam de assinar de um protocolo de colaboração que vem facilitar o acesso de empresas famalicenses do setor às dinâmicas e projetos de apoio à internacionalização desenvolvidas pela ATP. A formalização do acordo decorreu ontem, 2 de outubro, na Casa do Território, intensificando-se desta forma uma parceria que tem dado bons frutos para o território e para o setor.

Através do acordo agora celebrado, as empresas de Famalicão vão beneficiar de um conjunto de medidas de apoio que o ATP promoverá para benefício da Setor Têxtil e Vestuário do Município de Vila Nova de Famalicão no período compreendido entre outubro de 2018 e outubro de 2020, como a realização de ações que promovam a presença de empresas famalicenses em missões empresariais e feiras internacionais em mercados externos e a atribuição de Vouchers Internacionalização para  despesas não elegíveis em feiras internacionais. O Município de Famalicão, através deste protocolo, compromete-se também a contribuir com um apoio de 25 mil euros para este programa. Fica ainda assegurada a permanência de realização em Vila Nova de Famalicão do Fórum da Indústria Têxtil.

No texto assinado pelas duas entidades, salienta-se que “o setor Têxtil e Vestuário tem em Vila Nova de Famalicão a grande força do seu desenvolvimento e que pela sua ímpar dinâmica industrial, o têxtil emancipou-se, encontrando as melhores práticas de cruzamento com outros setores de atividade, nichos especializados e de maior valor acrescentado”.

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, realçou “a genuína cumplicidade” que existe entre as duas instituições que potenciam “sinergias, forças e competências”. “Criar um contexto de apoio” para auxiliar as empresas na internacionalização é a matriz principal do acordo que pretende ajudar a criar conforto para as empresas de Famalicão, sobretudo as Startups e PME’S a“darem este passo”. Para o autarca, o protocolo “representa uma nova janela de oportunidade para as pequenas e médias empresas de Famalicão do setor têxtil e do vestuário alargarem a sua base exportadora, através da experiência e contributo de uma das mais importantes associações empresariais portuguesas”.

Este é um “avanço importante” no percurso “da grande parceria desenvolvida entre a ATP e a Câmara de Famalicão nos últimos anos”, disse Paulo Teixeira de Melo. “Estamos no epicentro do sector em Portugal e juntos podemos fazer muito mais pelas nossas empresas”, acrescentou.

 O documento destaca ainda que a ATP “tem como fins a realização, apoio e patrocínio de ações de caráter técnico, promocional, cultural, científico, educativo e formativo que contribuam para o desenvolvimento do empreendedorismo e para a modernização e melhoria de condições na área empresarial”.

Recorde-se que a ATP é uma associação patronal de âmbito nacional, que agrupa cerca de 500 empresas, as quais asseguram cerca de 35 mil postos de trabalho e quase 3.000 milhões de euros de faturação, sendo dois terços desse valor destinado aos mercados de exportação. A associação está sedeada em Vila Nova de Famalicão desde 2007, nas instalações do CITEVE, no epicentro da Indústria Têxtil e Vestuário portuguesa, próxima das empresas e dos centros de competências do sector.

O Município de Famalicão assume-se como a Cidade Têxtil de Portugal, dado ser o epicentro de uma região que acolhe uma fileira completa, estruturada, flexível e dinâmica, onde, num raio de 60 quilómetros, a indústria têxtil tem todas as soluções necessárias dentro da cadeia de produção. Acresce que Vila Nova de Famalicão é considerado também o concelho onde o sector têxtil e vestuário tem a grande força do seu desenvolvimento, com grandes marcas e empresas produtoras e reconhecidas infraestruturas tecnológicas e de inovação.

O documento destaca que a ATP “tem como fins a realização, apoio e patrocínio de ações de caráter técnico, promocional, cultural, científico, educativo e formativo que contribuam para o desenvolvimento do empreendedorismo e para a modernização e melhoria de condições na área empresarial”

 

Fontes: Município de Famalicão e Jornal T

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos. Gostaríamos de poder vir a admitir pelo menos um jornalista a tempo inteiro que dinamizasse a área de reportagem e necessitamos manter e adquirir equipamento. Para além disso, há ainda uma série de outros custos associados à manutenção da Vila Nova na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbankimg.

 

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Economia, Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.