Portugal corre o risco de se tornar ‘uma ilha ferroviária na Europa em virtude do sistemático atraso na adoção da bitola europeia’

Mobilidade | Ricardo Rio subscreve Carta Aberta a exigir à Comissão Europeia a modernização do sistema ferroviário

Mobilidade | Ricardo Rio subscreve Carta Aberta a exigir à Comissão Europeia a modernização do sistema ferroviário

 

 

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, é um dos signatários de uma carta dirigida à Comissária Europeia dos Transportes, Adina Valean, em que se alerta para o risco de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa em virtude do sistemático atraso na adopção da bitola europeia (1.435 mm) nas linhas internacionais.

A carta é assinada por 29 cidadãos portugueses de diferentes áreas, entre os quais três autarcas: Ricardo Rio, José Ribau Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Aveiro, e António Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu. A missiva conta ainda com as assinaturas de personalidades como Mira Amaral, ex-ministro da Indústria, João Luís Mota Campos, ex-secretário de Estado da Justiça, ou João Duque, professor catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão.

Ricardo Rio considera ser fundamental que o plano de recuperação e utilização dos fundos oriundos da União Europeia para fazer face à crise imposta pela Covid-19 inclua o investimento na modernização das infra-estruturas ferroviárias. “Sendo Portugal um país periférico, o sistema ferroviário é um elemento essencial para assegurar a coesão territorial no contexto europeu e a minoração dos desequilíbrios económicos e sociais”, adianta.

A missiva salienta que Portugal ´corre o risco de ficar privado de vias terrestres competitivas para o transporte de mercadorias de e para a maior parte da União Europeia´, impedindo-se ainda a ´concorrência na operação ferroviária internacional´ e relegando Portugal para uma situação de ´monopólio ferroviário´.

Assim, na carta é pedido que o novo TEN-T (Trans-European Transport Network) seja aproveitado para “impulsionar uma transformação” na infra-estrutura ferroviária portuguesa ´no sentido da sua integração plena nas redes europeias´.

Os subscritores manifestam-se contra a possibilidade da certificação como interoperáveis de linhas da Rede Core em bitola ibérica, o que seria apenas a ´justificação burocrática de um erro histórico´ e ´contribuiria para a não abertura à Europa do sistema ferroviário português´.

 

Fonte e Imagem: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.