Viaduto encerrado ao trânsito em virtude de quebra-mar se encontrar estruturalmente danificado

Urbanismo | Ponte da Minhoteira em Famalicão vai ser alvo de intervenção

Urbanismo | Ponte da Minhoteira em Famalicão vai ser alvo de intervenção

Pub

 

 

A Ponte da Minhoteira, em Arnoso Santa Eulália, está encerrada ao trânsito automóvel, depois de se ter verificado, numa avaliação recente, que o quebra-mar do viaduto se encontra estruturalmente danificado.

Face a esta situação, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão decidiu avançar com uma intervenção de reparo no quebra-mar – estrutura que protege o pilar da ponte da fricção da água – e no apoio central da ponte, havendo ainda a necessidade de intervenção nos encontros das lajes. O arranque da obra ainda não tem data definida, mas deverá ocorrer num curto espaço de tempo.

Situada na rua da Minhoteira, na freguesia de Arnoso Santa Eulália, a Ponte da Minhoteira é uma ponte medieval do século XVIII localizada sobre o rio Este, constituída por uma estrutura em alvenaria de pedra granítica de 6 vãos. É uma das vias de ligação ao concelho vizinho de Barcelos, ligando a freguesia famalicense de Arnoso Santa Eulália à freguesia barcelense de Couto de Cambeses.

Refira-se ainda que após a conclusão da obra, o trânsito automóvel será restabelecido com interdição ao tráfego automóvel pesado.

 

Fonte e Imagem: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categorias: Local, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.