Escolas-sede de cada agrupamento aplicam serviços mínimos considerados indispensáveis

Ensino | Cerca de 300 escolas da região Norte acolhem filhos de pessoal hospitalar e emergência

Ensino | Cerca de 300 escolas da região Norte acolhem filhos de pessoal hospitalar e emergência

Pub

 

 

Das cerca de 3.500 escolas do país, foram escolhidas 800, três centenas das quais na região Norte de Portugal, para garantir refeições e acolher os alunos cujos pais trabalhem nos hospitais e forças de segurança, refere o Esquerda. Estas escolas serão a excepção à decisão de encerrar todos os estabelecimentos de ensino, uma das medidas avançadas no final da semana passada pelo Governo para tentar controlar a disseminação do novo coronavírus, destaca o Público, referindo dados avançados pelo Ministério da Educação, citados pela agência Lusa.

A partir desta segunda-feira e pelo menos até 13 de abril, as escolas do país estão encerradas e a atividade letiva interrompida. A exceção à decisão governativa são os 800 estabelecimentos de ensino definidos como referência para o acolhimento de filhos do pessoal hospitalar e de emergência, mas também destinados a garantir o serviço de refeições aos alunos do escalão A da Ação Social Escolar. Em algumas autarquias, os alunos do escalão B das escolas do 1º Ciclo e Jardins de Infância sob tutela municipal também terão acesso a estas refeições.

A região Norte conta com quase 300 escolas de referência, tendo sido escolhidas, por norma, as escolas sede de cada agrupamento para receber estes alunos. O facto de os agrupamentos terem serviços mínimos a funcionar terá sido tido em conta na escolha por estes estabelecimentos de ensino.

Esta lista será atualizada em função das necessidades surgidas ao longo dos próximos dias.

 

Fontes: Esquerda, Público; Imagem: AEDSI

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.