Direito ao acesso à saúde

Saúde | Bloco apresenta na AR projeto para construção do novo hospital de Barcelos

Saúde | Bloco apresenta na AR projeto para construção do novo hospital de Barcelos

 

 

O Bloco de Esquerda apresentou, na Assembleia da República, um projeto de resolução para a construção do novo hospital de Barcelos e Esposende, que aguarda agendamento da discussão e votação pela conferência de líderes.

No documento, o Bloco afirma que “há muitos anos que a população servida pelo Hospital de Barcelos aguarda a construção de uma novo hospital, promessa muitas vezes efetuada mas ainda não concretizada”.

“A população servida pelo Hospital de Barcelos é vasta e merece ter acesso aos cuidados hospitalares de que necessita e aos quais tem direito. Barcelos precisa ter um hospital funcional, capaz de dar resposta diferenciada e de qualidade aos utentes da sua área de referenciação”, acrescentam os deputados.

“O Bloco de Esquerda considera fundamental que este processo seja finalmente desbloqueado a bem das populações e do seu direito ao acesso à saúde“, referem.

Bloco reclama apresentação do projeto funcional

Questionando o Ministério da Saúde, o Bloco quer que o Governo esclareça os motivos para a Administração Regional de Saúde do Norte ainda não ter apresentado o projeto funcional para o novo Hospital de Barcelos e quer saber quando será efetivamente apresentado.

O Bloco de Esquerda lembra que, em reunião realizada em Julho, a ARS-Norte afirmou que o projeto funcional seria apresentado em outubro, no entanto, até ao momento, este projeto funcional ainda não é conhecido.

Recorde-se que, no Orçamento do Estado de 2019, foi aprovada a proposta apresentada pelo Bloco de Esquerda, para o início dos procedimentos para a construção do novo Hospital de Barcelos.

Fonte e Imagem: BE

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Categories: Política, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.