Hospital de Reiki Itinerante ativa bem-estar físico, mental e emocional nas populações

Saúde | Vila Verde promoveu ‘Cuidar com Reiki’ em diversas freguesias

Saúde | Vila Verde promoveu ‘Cuidar com Reiki’ em diversas freguesias

Pub

 

 

Realizou-se hoje de manhã, na Biblioteca Prof. Machado Vilela, em Vila Verde, o encerramento do projeto “Cuidar com Reiki“, o qual foi desenvolvido pelo Serviço da Ação Social do Município de Vila Verde ao longo dos meses de maio, junho e julho, em várias freguesias do concelho.

 

 

Presente na sessão, Júlia Fernandes, a vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, salientou que “esta iniciativa emerge do trabalho desenvolvido pelo Núcleo Local de Inserção de Vila Verde e contou com o apoio do Município de Vila Verde em parceria com o Centro Português e Investigação e Formação em Terapias Complementares (CENIF) e decorreu locais do concelho de Vila Verde que ao longo deste período acolheram o Hospital de Reiki Itinerante (HRI), espaço onde foi desenvolvido o projeto Cuidar com Reiki.

Na ocasião, a vereador reconheceu a importância desta terapia para a população vilaverdense. “A primeira sessão decorreu no dia 12 de maio, no Campo da Feira, na União de Freguesias de Pico de Regalados, Gondiães e Mós, a segunda teve lugar no Complexo de Lazer de Vila Verde, no dia 2 de junho, tendo sido promovida no âmbito da comemoração do Dia da Criança. No dia 23 de junho foi a vez da freguesia de Moure acolher as terapeutas de Reiki e a última sessão teve lugar na Praia Fluvial do Faial, na Vila de Prado”. Estas sessões foram realizadas em grupo: “Em cada uma das sessões realizadas participaram cerca de 30 pessoas”.

Hospital de Reiki Itinerante vai a todo o lado

Sílvia Oliveira, Coordenadora do CENIF de Guimarães, também marcou presença nesta sessão de encerramento e, na pessoa da Vereadora, agradeceu ao Município o facto de ter acolhido este projeto em Vila Verde.

“O CENIF é uma instituição dedicada à pesquisa e desenvolvimento do Ser, como um todo, através da formação, procurando a sabedoria das tradições e o caminho auxiliar para a cura, através das terapias complementares”.

Na sua intervenção a coordenadora Sílvia Oliveira lembrou que o Hospital de Reiki Itinerante se desloca a todo o lado para levar esta terapia a quem mais precisa. “Foi com muito empenho e alegria que realizamos um conjunto de sessões junto dos vilaverdenses e em diferente locais deste lindo Concelho. Aqui os utentes tiveram acesso a um conjunto de terapias e técnicas, designadamente, relaxamento, meditação, reiki em grupo e reiki individual, que visaram ativar, restaurar e promover o seu equilíbrio energético nos seus diferentes estados – físico, mental e emocional”.

Reiki, fonte de satisfação pessoal para quem o faz e o recebe

Sobre o trabalho desenvolvido no âmbito do projeto “Cuidar com Reiki” são inúmeros os testemunhos de terapeutas e voluntários que trabalham no Hospital de Reiki Itinerante, mas são todos unânimes quando dizem: “Esta vida de Terapeuta de Reiki é muito intensa!! Há dias que choras de tristeza com quem te procura mas outra há em que choras de alegria! Não há nada melhor que ver as pessoas pelas quais tu entregas tudo, a sorrir!!”

Carlos Dias, que trabalha no Hospital de Reiki Itinerante, afirma claramente: “Sempre que estou no hospital de reiki, é uma alegria enorme sentir os voluntários que se disponibilizam para mais um dia de partilha de doação sempre com um sorriso na boca e amor no coração. Sem eles o barco não andaria. E depois é ver todos aqueles que se levantam das marquesas, com um olhar de serenidade, alguns com uma lágrima no olho, ouvir aquelas palavras de agradecimento e sentir uma paz interior em cada rosto. E no fim sei que recebi mais do que dei”.

Entre os vários depoimentos das pessoas que tiveram a oportunidade de participar nestas sessões, um utente (anónimo) referiu também: “Foi a primeira vez que fiz Reiki e senti uma enorme sensação de relaxamento. Senti-me a relaxar ao longo da sessão. Espero que traga benefício a médio-longo prazo pois talvez passe de mera curiosidade a uma terapia mais frequente”.

Fonte e Imagens: Município de Vila Verde

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.