País | Reputação interna de Portugal prossegue ascensão

País | Reputação interna de Portugal prossegue ascensão

Pub

 

 

A imagem de Portugal aos olhos dos portuguese. Desde 2016 que Portugal tem feito uma trajetória ascendente no seu índice de reputação interna, conquistando sucessivamente a confiança do público interno. A avaliação feita pelos portugueses traduz-se numa subida de mais 4,1 pontos em relação à pontuação obtida há 3 anos, que havia registado 58 pontos; esta subida é ainda mais expressiva se considerarmos que em 2013 este indicador registava 54,1 pontos. Assim, em 2019, Portugal consolida a sua posição num nível moderado e abre caminho para manter os índices de subida, revelou hoje um estudo da OnStrategy.

 

 

Este ano, Portugal conquista, aos olhos do público interno, uma classificação geral de 62,1 pontos. Embora todas as dimensões tenham sofrido uma subida, é ao nível do ambiente governamental que se verifica um maior crescimento. Por outro lado, o ambiente económico foi o que menos alterações sofreu. Estes são alguns dos dados do mais recente estudo da OnStrategy sobre a reputação de Portugal.

O estudo, que retrata a imagem e reputação de Portugal aos olhos dos portugueses, aborda três eixos fundamentaisambiente governamental, económico e social.

Ambiente Governamental, que pretende avaliar a ética, idoneidade e transparência dos representantes políticos, bem como as políticas sociais e económicas adotadas, é o eixo que apresenta a maior subida – a classificação subiu 4,7 pontos em relação a 2016, passando de 39,3 para 44,0 pontos. No entanto, é também o eixo cujas dimensões têm avaliações mais baixas, todas situadas entre o fraco e o vulnerável.

No que se refere ao Ambiente Económico, que se foca na força e contribuição dos produtos e serviços nacionais para a economia nacional, na qualidade dos recursos humanos e nos avanços da tecnologia, os portugueses atribuíram a classificação de 63,9 pontos, um resultado superior aos 61,4 pontos de há 3 anos. Não surpreende, aliás, que a pontuação seja superior à alcançada em 2016, na medida em que a economia tem feito um caminho ascendente até este momento. Importa ainda referir que os portugueses mantêm a opinião positiva que tinham no passado quando questionados sobre a qualidade dos produtos e serviços nacionais (77,2 pontos).

Com uma reputação interna de 77,8 pontos (mais 3,5 pontos do que em 2016), o Ambiente Social do país é o que tem conquistado maiores elogios por parte de toda a amostra do estudo ao longo dos últimos anos, tendo atingido o grau “excelente” ou “robusto” em praticamente todas as questões. Nesta dimensão, que aborda temas como a segurança do país, a beleza, a familiaridade e a recetividade dos portugueses, apenas o ponto relacionado com o nível de vida ficou abaixo dos 70 pontos.

“A reputação de um país, seja a nível interno ou externo, tem um impacto significativo nas intenções comportamentais e no seu desenvolvimento. A verdade é que Portugal já não precisa de apresentações e é um país virado para o mundo, o que se reflete também a nível interno. A pontuação tem vindo a melhorar todos os anos e a explicação reside no facto de os portugueses estarem mais confiantes no seu país do que no passado.”, afirma Pedro Tavares, Partner e CEO da OnSrategy.

Em suma, este é um estudo que permite averiguar a visão que os portugueses têm do seu país, que continua positiva. Um dos sinais que melhor espelham esta perceção é o facto de os portugueses continuarem a apostar no turismo interno. Não é, aliás, por acaso que o turismo é um setor que vale já 13,7% do PIB, segundo dados do INE, e cujas receitas ultrapassaram os 16 milhões de euros em 2018, uma subida de mais de 1 milhão face a 2017. Deste modo, é possível concluir que os portugueses valorizam o turismo interno e que, continuam a investir em conhecer novos locais e fugir à rotina dentro de Portugal.

Neste estudo, participam mais de 40.000 cidadãos portugueses ao longo de 52 semanas, sendo estes representativos da sociedade em termos de distribuição geográfica, género, idade e grau de formação.

A OnStrategy, produtora deste estudo, estuda e calcula o valor económico da reputação e dos riscos reputacionais. É uma consultora multidisciplinar focada na criação e otimização do valor financeiro dos seus clientes e parceiros, através de metodologias robustas e reconhecidas que são sustentadas por uma compreensão do ambiente económico, político e social, e em particular dos vários setores/ indústrias que constituem o tecido empresarial.

 

Imagens: (0) Sydra, (1) António Passos SilvaAn by An

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.