Negócios | ‘She by Somelos’ é aposta diferenciadora da Somelos em 2019

Negócios | ‘She by Somelos’ é aposta diferenciadora da Somelos em 2019

Pub

 

 

A Somelos, conceituada empresa especializada em tecidos para camisaria de Ronfe, em Guimarães,  criou, pela primeira vez, uma coleção dedicada às mulheres. “She by Somelos” é uma das apostas fortes para a primavera-verão 2020 e, além da coleção sazonal, junta-se a duas coleções-cápsula direcionadas para a performance e a sustentabilidade, indica a Portugal Têxtil, publicação especializada no setor da Indústria Têxtil e do Vestuário.

 

 

Os tecidos para vestuário de senhora não são novidade na Somelos Tecidos mas, pela primeira vez, a empresa, fundada em 1958 e atualmente liderada por Paulo Melo, agrupou as suas propostas numa coleção própria especialmente dedicada às mulheres.

Ao Portugal Têxtil, Alberta Marimba, diretora comercial da Somelos Tecidos, revelou que «a Somelos sempre foi conhecida por ser uma empresa que produzia camisaria clássica masculina e tínhamos mais dificuldade em penetrar no segmento de senhora. Há muitos anos que vendemos produto para camisaria de senhora, mas não era tão fácil para o comprador identificar os produtos que podia usar para senhora. Fizemos, por isso, uma apresentação diferente da nossa coleção, de modo a ajudar os nossos clientes a terem uma perspetiva mais simples do que podem fazer com o nosso produto».

A ‘She by Somelos‘ é uma das apostas da empresa para a primavera-verão 2020, mas não é a única novidade. A par com a coleção habitual, a Somelos lançou também duas coleções-cápsula na área dos produtos sustentáveis e de performance.

A ‘Somelos Performance‘ caracteriza-se pelos acabamentos especiais, como antiodor e antirruga, «para favorecer o conforto e potenciar o uso e valorizar o nosso produto», afirma Alberta Marimba.

Já a ‘Somelos Mission Sustainable‘ integra uma coleção de produtos orgânicos, reciclados e sustentáveis. Algodão e poliéster reciclado são algumas das matérias-primas usadas, com propostas que complementam a aposta na sustentabilidade, que é transversal à própria coleção da estação.

«A Somelos sempre teve uma forte consciência social». Há mais de 40 anos que a empresa possui um infantário – frequentado por mais de uma centena de crianças – destinado aos filhos dos trabalhadores oferecendo-lhes, em complemento, atividades gratuitas, como inglês, informática, música, e visitas de estudo, pelo que a Somelos é pioneira na responsabilidade social. Ao T-Jornal, outra publicação especializada no setor têxtil, a administradora Gabriela Melo referiu, não vai há muito, que a Somelos se esforça por criar «condições para que os trabalhadores se sintam em casa na fábrica». Além de subsidiar os estudos dos filhos, do 10º ano e até ao fim do curso, a empresa oferece descontos na farmácia, dentista, médico, ginásio, óticas, aos seus funcionários.

Esta aposta na sustentabilidade é uma extensão natural da forma de estar da empresa, na sua estratégia de proteger o ambiente e as pessoas. «Na nossa coleção, o algodão, desde meados de 2018, é 100% BCI (Better Cotton Initiative) e somos certificados GOTS (Global Organic Textile Standard) para a produção orgânica», reforçou Alberta Marimba.

Olhar para o futuro em 2019

A Somelos olha para o futuro desenvolvendo a sua atividade em áreas de negócio exigentes e em constante evolução, para poder continuar a servir os seus clientes como tem feito nos últimos 60 anos.

No ano transato, a Somelos Tecidos sentiu uma ligeira quebra no volume de negócios, de cerca de 4%. «Tivemos mercados que desceram – em particular Espanha e Estados Unidos – e outros que subiram», informou Paulo Melo, CEO da empresa, salientando o facto de a empresa conseguir captar novos clientes: «Vendemos menos, por um lado, mas temos mais 120 novos clientes».

A Somelos exporta cerca de 80% da sua produção e, em 2019, considera que «todos os mercados são prioritários», estando apostada em voltar a ganhar terreno em todas as frentes.

«Todos [os clientes] são importantes e a força comercial tem que estar presente em todo o lado. É a nossa estratégia comercial», salientou Paulo Melo.

Para 2019, a Somelos Tecidos pretende por isso recuperar quota de mercado e atingir «patamares iguais a 2017. (…) Se pudermos subir mais, cá estamos para isso». Paulo Melo reforçaria a mensagem, salientando que a empresa está a apostar no seu negócio e na sua forma de estar de sempre: «novos produtos, mais força comercial, mercados que podem crescer mais».

 

Imagens: (0, 1) Portugal Têxtil

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Economia

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.