Inovação | ‘meia.dúzia’ abre novo estabelecimento comercial no Porto

Inovação | ‘meia.dúzia’ abre novo estabelecimento comercial no Porto

Pub

 

 

A meia.dúzia®, empresa fundada em 2013, em Outiz, Vila Nova de Famalicão, pelos irmãos Andreia e Jorge Ferreira, está a aproveitar os sinais dos tempos, como as ondas de interesse pela sustentabilidade e pela economia circular, para produzir mais e vender melhor. Acaba por isso de abrir um novo estabelecimento comercial, o terceiro, numa das zonas comerciais mais conceituadas do Norte de Portugal e até mesmo do país, a Rua de Santa Catarina, no Porto.

 

 

Da agricultura biológica à produção artesanal e energeticamente mais económica, passando pela embalagem totalmente reciclável, o impacto ambiental da empresa é reduzido. Mesmo as bisnagas de alumínio que embalam as compotas produzidas pela marca de Vila Nova de Famalicão podem ser recicladas e ganhar uma nova vida.

“A consciência ambiental é algo desde sempre presente na produção das nossas experiências de sabores e na gestão diária da nossa atividade. É nossa missão respeitar os princípios de um desenvolvimento sustentável”, refere Andreia Ferreira na página Famalicão MadeIN.

A meia.dúzia®, que completou em fevereiro passado 7 anos de vida, foi pioneira na comercialização de compotas em bisnaga, tendo agitado um mercado muito acomodado.

Para além de uma embalagem cem por cento diferenciadora, o conceito da marca, que se posiciona no segmento premium, passa, desde a sua génese, por criar experiências de sabores portugueses e dá-los a conhecer ao mundo. O portefólio da meia.dúzia® inclui também cremes de chocolate, mel, chutneys, pastas de azeitona, chás e licores que resultam de misturas de frutas portuguesas de Denominação de Origem Protegida (POD), de Identificação Geográfica Protegida (IGP). A meia.dúzia® produz também frutas orgânicas com vinhos portugueses – como Vinho do Porto, Moscatel do Douro ou Vinho da Madeira -, e orgânicos de ervas aromáticas, confecionados com especiarias, cacau de São Tomé e Princípe e outras matérias-primas de primeira qualidade.

No plano da distribuição, a meia.dúzia® tem apostado na abertura de lojas próprias, contando já com três estabelecimentos comerciais na baixa do Porto, em zonas de comércio tradicional – Rua das Flores, Travessa da Bainharia e Rua de Santa Catarina. Com esta estratégia, de acordo com Andreia Ferreira, a marca prevê atingir a barreira do milhão de euros em volume de negócios, este ano.

Desde o início da atividade, a meia.dúzia® dedica-se à exportação para vários mercados, nomeadamente Líbano, Dubai, México, Coreia do Sul, Japão, Alemanha, Espanha, França, Polónia, Suíça e Reino Unido, representando a faturação destes países cerca de 30% do volume de negócios.

 

Imagens: meia.dúzia®

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Economia

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.