Ensino | Ricardo Rio: Projecto Educativo Local é o reflexo de uma cidade com alma

Ensino | Ricardo Rio: Projecto Educativo Local é o reflexo de uma cidade com alma

Pub

 

 

O Município de Braga apresentou esta terça-feira, 7 de maio, no Museu dos Biscainhos, o Projecto Educativo Local (PEL), um documento que congrega toda a informação relativa aos projetos educativos dinamizados pela autarquia bracarense. O objetivo é facilitar a escolha das atividades propostas pelo Município e destinadas às escolas do concelho, indo ao encontro das suas necessidades, expectativas e projetos educativos.

 

 

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o PEL é o reflexo de uma Braga, “cidade com alma, com elevadíssimas ambições para o futuro, uma cidade rica do ponto de vista económico e cultural, uma cidade exemplar do ponto de vista da inclusão e integração”.

“O PEL pretende ser um instrumento dinâmico, agregador de iniciativas e gerador de políticas educativas, tendo por base o conhecimento das dinâmicas e realidades educativas locais, as fragilidades, forças e oportunidades”, referiu Ricardo Rio, enaltecendo a colaboração do Instituto de Educação da Universidade do Minho na elaboração do projecto.

Já para Lídia Dias, Vereadora da Educação, o PEL assume-se como uma ferramenta de apoio à gestão e decisão, com o objetivo de promover atempadamente os projetos educativos municipais e, assim, contribuir para a concretização dos objetivos dos projectos educativos de cada escola. “Ao apresentarmos, em tempo útil, todas as propostas que o Município de Braga se propõe levar a cabo junto da comunidade educativa, estamos a facilitar o papel de quem tem a tarefa de seleccionar as actividades para os seus docentes e alunos”, explicou a responsável pela Educação bracarense.

Com o PEL é um instrumento facilitador, porque simplifica o processo de obtenção de informação, divulgação de iniciativas, agilizam-se agendamentos e disponibilizam-se contactos das entidades organizadoras. Ao mesmo tempo, reduz-se a quantidade de abordagens aos estabelecimentos de ensino, com vista à adesão e participação dos mesmos nas diversas atividades propostas e executadas durante todo o ano letivo.

No entanto, o Município de Braga não considera o presente PEL um projeto fechado. Sendo o primeiro PEL da autarquia bracarense, o seu desenvolvimento será faseado, progressivo e crescentemente participado, numa lógica de preparação e sustentação dos alicerces para um trabalho em rede. Neste âmbito, valorizar-se-á o papel do Conselho Municipal de Educação como espaço de regulação crítica do desenvolvimento do PEL.

Sustentado na auscultação e participação de representantes da comunidade, o PEL resultou de um esforço de articulação de diversas contribuições e fontes de informação. O texto final é da autoria da equipa científica cosntituída por Leonor Torres e Fernanda Martins, que contou com a participação de dois consultores, José Augusto Pacheco, do Instituto de Educação da Universidade do Minho, e Jorge Martins, da Universidade Lusófona do Porto.

 

Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.