Aquecimento nas escolas passa a estar assente na reutilização de biomassa em circuito fechado

Famalicão implementa projeto-piloto de economia circular

Famalicão implementa projeto-piloto de economia circular

Pub

 

 

A estratégia da formiga – amealhar no tempo quente para usufruir no Inverno – está a ser colocada em prática no Município de Famalicão através de um projeto-piloto de economia circular assente na reutilização de materiais em circuito fechado que envolve os serviços da proteção civil da autarquia e a empresa famalicense Tec Pellets e que vai permitir aquecer as escolas  do concelho de uma forma eficiente e económica.

O processo é simples e traz muitos benefícios, não só ao nível financeiro, mas também ambiental e social. Com o trabalho de limpeza da floresta e de solos de domínio público, os serviços municipais da Proteção Civil recolhem durante o ano, com particular força na primavera, os sobrantes do material vegetal decorrente da limpeza dos terrenos, entregando-os à empresa Tec Pallets. Com este material, a empresa produz pellets que são depois empregues na alimentação das caldeiras de aquecimento das escolas do concelho, proporcionando conforto e bem-estar às crianças famalicenses, durante o inverno.

O projeto-piloto está a ser desenvolvido com sucesso ao longo deste ano no Jardim de Infância de Requião, onde, na sexta-feira,  8 de fevereiro, pelas 10h30, vai decorrer a assinatura do contrato entre a autarquia famalicense e a empresa produtora das pellets  que vai permitir o alargamento do projeto a outras escolas do concelho.

A previsão é que uma escola consuma cerca de 3 toneladas de pellets por ano escolar para o seu aquecimento, sendo que,  por cada tonelada o município terá de entregar 12,5 toneladas de material vegetal.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Imagem: FamaConcret

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.