Guimarães

Europa | Guimarães promove sessão para captação de apoio aos setores cultural e criativo

Europa | Guimarães promove sessão para captação de apoio aos setores cultural e criativo

Pub

 

 

 

A Câmara Municipal de Guimarães promoveu uma sessão de formação, este sábado, 19 de janeiro, para dar a conhecer as linhas orientadores da “Europa Criativa“, programa da União Europeia que tem como objetivo o apoio aos setores cultural e criativo, o qual tem uma duração de 7 anos (2014-2020) e um orçamento de 1,4 mil milhões de Euros, tendo em vista a abertura de uma nova linha de apoio.

 

A participação foi extraordinária e pondera-se repetir este tipo de ação a breve prazo, na medida em que o interesse revelado ultrapassou o número limite de inscrições. “O território estava a pedir este tipo de iniciativa que se enquadra na importância destas áreas, dos seus agentes culturais e artistas”, apontou Paulo Lopes Silva, adjunto da Vereadora da Cultura. “Essa importância tem de ser superior à atribuição de apoios financeiros, por isso queremos dar capacidade de terem ferramentas para obterem os apoios necessários e continuarem a crescer”, salientou ainda Paulo Lopes Silva.

A Câmara Municipal de Guimarães está apostada em desenvolver o trabalho na capacitação de formação de agentes culturais sob a expetativa de “dar ferramentas de forma a que as entidades possam olhar para os projetos do ponto de vista da sua sustentabilidade e da sua internacionalização, porque pressupõe a ligação a redes europeias”.

Paulo Lopes Silva esclareceu que no último ano o Município de Guimarães apoiou mais de 40 projetos em mais de 300 mil euros, mas destacou o plano da Europa Criativa como uma oportunidade para a importância do movimento associativo e das dinâmicas culturais do território, trabalho de reforço da capacitação dos agentes culturais, estímulo do trabalho em rede, sustentabilidade dos projetos, diversificação das fontes de investimento, profissionalização e internacionalização dos projetos a fim de atingirem novos patamares.

A sessão foi orientada Manuel Claro (sub-programa Media) e Susana Costa Pereira (sub-programa Cultura), destacando a “Europa Criativa” como um programa da gestão direta da Comissão, sem quotas por países, alertando para o fato de verba ser reduzida perante o número de projetos.  Este programa inclui uma vertente “Cultura” para promover os setores culturais e criativos europeus, uma vertente “Media” para apoiar a indústria audiovisual europeia e uma vertente “Intersetorial” para apoiar ações que se estendem pelo setor audiovisual e outros setores culturais e criativos.

 

Fonte: Município de Guimarães

 

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é generalista, independente, plural e gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede. Só um jornalismo forte pode garantir qualidade no serviço oferecido aos leitores.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu contributo, ainda que simbólico, sob a forma de donativo.

MB Way: 919983484

Multibanco ou netbanking:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Cultura, Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.