20/10 a 15/12 Felgueiras

Património | Comunidade de Terras de Sousa e Tâmega debate a sua arqueologia

Património | Comunidade de Terras de Sousa e Tâmega debate a sua arqueologia

Pub

 

 

A arqueologia voltará a estar em destaque em Felgueiras. Nos dias 20 de outubro, 24 de novembro e 15 de dezembro, a Biblioteca e Arquivo Municipal de Felgueiras será palco de três sessões inseridas no Ciclo de Conferências “Arqueologia em Terras de Sousa e Tâmega”, todas com início marcado pelas 15 horas.

 

 

“A defesa de um espaço de fronteira diocesana: Castelologia de Felgueiras e área envolvente”, “Comunidade e património arqueológico: cumplicidade na preservação de memórias” e “Cale e os Callaici: um lugar e um povo nas encruzilhadas da história” serão os temas abordados, cujos debates serão conduzidos, respetivamente, por António Manuel Lima, Paula Menino Homem e António Manuel Silva.

Recorde-se que o Ciclo de Conferências “Arqueologia em Terras de Sousa e Tâmega” teve início em março deste ano. Até julho, seis conferências trouxeram a diferentes locais do concelho temáticas que fazem parte da História de todos. O Município de Felgueiras, através dos seus Serviços de Património Cultural, retoma agora estas sessões com o intuito de promover o debate e o conhecimento junto da população em geral e junto dos interessados e estudiosos destas temáticas.

Programa

20/10 “A defesa de um espaço de fronteira diocesana: Castelologia de Felgueiras e área envolvente”

A primeira conferência, subordinada ao tema “A defesa de um espaço de fronteira diocesana: Castelologia de Felgueiras e área envolvente”, terá como orador o Mestre António Manuel Lima.

António Manuel Silva é licenciado em História, variante Arqueologia, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (1988) e Mestre em Arqueologia pela mesma Universidade (1994), na qual defendeu uma dissertação orientada pelo Prof. Doutor Carlos Alberto Ferreira de Almeida e subordinada ao tema “Castelos Medievais do Curso Terminal do Douro (séc. IX – XII).

Desde 1997, exerce funções na Estação Arqueológica do Freixo / Direção Regional de Cultura do Norte, tendo assumido, em 2014, o cargo de Coordenador do serviço e investigador responsável pelo estudo de Tongobriga / Santa Maria do Freixo, Monumento Nacional.

24/11 “Comunidade e património arqueológico: cumplicidade na preservação de memórias”

A segunda conferência, subordinada ao tema “Comunidade e património arqueológico: cumplicidade na preservação de memórias”, terá como oradora a Professora Doutora Paula Menino Homem.

Paula Menino Homem doutorou-se em Museologia com a tese “Corrosão Atmosférica da Prata: Monitorização e Perspectivas de Conservação Preventiva” (2013). É Diretora do curso de Mestrado em Museologia da Universidade do Porto desde 2014 e professora auxiliar no Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da UP e Investigadora do CITCEM. Na Universidade do Porto, participa nos projetos Mu.SA − Museum Sector Alliance (2016-2019) e EU-LAC − Museums and Community: Concepts, Experiences, and Sustainability in Europe, Latin America and the Caribbean (2016-2020).

15/12 “Cale e os Callaici: um lugar e um povo nas encruzilhadas da história”

A terceira conferência, subordinada ao tema “Cale e os Callaici: um lugar e um povo nas encruzilhadas da história”, terá como orador o Mestre António Manuel Silva.

António Manuel Silva é arqueólogo. Licenciado em História, Variante de Arqueologia, pela Universidade do Porto, em 1985, é Mestre em Arqueologia pela mesma entidade desde 1994. Doutorando em Arqueologia na Universidade de Santiago de Compostela, é ainda Coordenador do Gabinete de Arqueologia Urbana da Câmara Municipal do Porto. É docente universitário e Investigador do CITCEM.

 

Fonte: Município de Felgueiras

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos. Gostaríamos de poder vir a admitir pelo menos um jornalista a tempo inteiro que dinamizasse a área de reportagem e necessitamos manter e adquirir equipamento. Para além disso, há ainda uma série de outros custos associados à manutenção da Vila Nova na rede. 

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbanking.

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.