Guimarães, Capital Verde Europeia

Mundo Verde | Estrutura de Missão – Guimarães 2030. Município unido em torno da sustentabilidade

Mundo Verde | Estrutura de Missão – Guimarães 2030. Município unido em torno da sustentabilidade

Pub

 

 

 

No final da reunião do Executivo Municipal de Guimarães que teve lugar na manhã desta quinta-feira, 20 de setembro, Domingos Bragança deixou claros os objetivos da Estrutura de Missão – Guimarães 2030, anunciando que o trabalho formal de continuidade, de curto, médio e longo prazos se iniciará imediatamente após o convite lançado à respetiva coordenadora geral, Profª Isabel Loureiro, agora que a proposta foi aprovada por unanimidade.

 

 

“Uma nova candidatura ao título de Capital Verde Europeia é uma das ações de curto prazo que deverá ser encetada se possível ainda durante o atual mandat”, vincou o presidente da Câmara Municipal vimaranense.

Domingos Bragança, a exemplo do que aconteceu na primeira candidatura do Município a Capital Verde Europeia, não vê razões para que não haja o mesmo consenso político, esperando poder continuar a contar com o empenho e participação de todos os cidadãos. “Toda a comunidade escolar, as Brigadas Verdes que já estão constituídas e as Juntas de Freguesia estarão connosco neste caminho de  sustentabilidade ambiental”, referiu. Para o edil, Guimarães só terá sucesso neste desígnio se todos estiverem envolvidos. “Numa altura em que as questões ambientais estão na agenda mundial, dar continuidade a uma Estrutura de Missão com vista a uma Agenda 2030, com um Plano de Desenvolvimento Sustentável para Guimarães que tenha a responsabilidade de contribuir e preparar uma nova candidatura a Capital Verde Europeia é uma preocupação central da política pública deste executivo”, concluiu. A nova candidatura deverá assentar numa lógica integrada de Sustentabilidade, criar novas dinâmicas de cidadania proativa, monitorizar os indicadores ambientais e medir os impactos das medidas implementadas na saúde e bem-estar das pessoas.

A Estrutura de Missão assumirá como funções, para além da candidatura a Capital Verde Europeia, a continuação da elaboração do Plano para o Desenvolvimento Sustentável de Guimarães, a colaboração com outras candidaturas ou projetos, a promoção de uma gestão transversal, integrada e multidisciplinar e a contribuição para uma educação para a sustentabilidade.

O Conselho Diretivo da Estrutura de Missão será constituído por Domingos Bragança, pelo Reitor da Universidade do Minho (UMinho), Rui Vieira de Castro, pelo Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), António Fontaínhas Fernandes, pela Presidente do Instituto do Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Maria José Fernandes, e pelo Professor António Cunha, sendo ainda coadjuvado pela Coordenadora Geral da Estrutura de Missão, Isabel Freitas Loureiro. O Comité Externo de Aconselhamento, que será presidido por Mohan Munasinghe, emérito professor universitário e Prémio Nobel da Paz em 2007, acompanhará a implementação da estratégia global, validando cientificamente os documentos de trabalho produzidos.

Domingos Bragança fez ainda saber que a decisão de inaugurar a Ecovia de Guimarães no próximo sábado, 20 de setembro, se deve à disponibilidade de agenda do Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, coincidindo com o Dia Mundial Sem Carros e com a Green Week que decorre até ao próximo domingo. “Esta primeira fase está acabada, faltando apenas algumas intervenções complementares na sinalização dos atravessamentos. Posteriormente, queremos ligar a Veiga de Creixomil, pelo Caminho Real, até Pevidém, e, mais tarde, fazer as ligações ao Norte e ao Sul do concelho”, acrescentou.

 

Fonte: Município de Guimarães

 

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.