Educação | PSD Famalicão: Famalicão é exemplo a seguir

Educação | PSD Famalicão: Famalicão é exemplo a seguir

 

O vice-presidente do Partido Social Democrata (PSD), David Justino, defendeu em Vila Nova de Famalicão que a centralidade do processo educativo não pode estar só na promoção de competências.

.

.

O ex-ministro da Educação e atual presidente do Conselho Estratégico Nacional do PSD participou esta quinta-feira, 7 de junho, na conferência “A Educação em Portugal – Que Perspetivas?”, sessão promovida pelos Trabalhadores Social Democratas de Famalicão e que reuniu no auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco vários membros da comunidade educativa do concelho numa sessão moderada pelo professor e sindicalista Artur Lima da Silva.

David Justino considerou indispensável realizar essa análise em 3 dimensões: desenvolvimento pessoal, formação de cidadãos e formação profissional. Nesse sentido, criticou as atuais políticas educativas por considerar que “estão a empurrar a Escola para que esta seja uma mera promotora de mão de obra e não um lugar formador de pessoas e cidadãos.”

Numa noite em que se analisou a atual situação e os futuros caminhos da Educação em Portugal, ficou ainda a ideia de que, também nesta área, Vila Nova de Famalicão será um exemplo a seguir.

Tanto o Presidente da Câmara Municipal e presidente da Comissão Política Concelhia do PSD, Paulo Cunha, como o vereador da Educação da autarquia, Leonel Rocha, realçaram o importante papel da Rede de Educação e Formação de Famalicão, considerada por ambos como “o grande motor do sucesso educativo do concelho” e a “estratégia mais acertada a seguir”.

Leonel Rocha salientou o facto de em Famalicão 50% dos alunos frequentar o ensino profissional, valores acima do objetivo que se pretende atingir a nível nacional até 2020.

A descentralização de competências na área da Educação foi também um dos temas abordados. Leonel Rocha traçou um balanço “extremamente positivo” dos dois anos do programa “Aproximar Educação”, lamentando, no entanto, a estagnação do programa, pelo que não deixou de sugerir que o Governo fizesse uma maior monitorização e interligação com as autarquias neste processo lastimando as assimetrias  existentes na qualidade dos edifícios escolares e lamentando a forma como o parque escolar foi ou tem sido recuperado nos últimos anos.

Participaram ainda nesta sessão o coordenador do núcleo dos TSD de Famalicão, Daniel Antunes, o presidente do Secretariado Distrital de Braga dos TSD, Afonso Henrique Cardoso, e o secretário-geral dos TSD, Pedro Roque.

 

Pub

Categorias: Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.