24/2 | Bracara Augusta – Percurso Arte, Arqueologia, Arquitetura

24/2 | Bracara Augusta – Percurso Arte, Arqueologia, Arquitetura

O Museu Municipal Abade Pedrosa, de St. Tirso, organiza no próximo dia 24 de fevereiro uma saída em grupo organizado através de Braga antiga.

.

.

Os interessados em conhecerem mais de perto alguns dos tesouros e fundamentos da cidade poderão inscrever-se de 1 a 20 de fevereiro. Ainda assim, convém ser lesto na inscrição uma vez que as vagas são apenas 26.

.

O percurso prevê que o local de encontro dos participantes se faça no Largo Abade Pedrosa, em Santo Tirso, junto ao Museu, St. Tirso, donde partirão em autocarro, pelas 9h00. O regresso está previsto ocorrer cerca pelas 18h00.

.

Do programa constam:

10:00 – Visita guiada ao Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa

A visita à exposição inicia-se no corredor do piso de entrada, com uma breve abordagem à história do Museu, à qual se seguem quatro grandes núcleos expositivos.

Na primeira sala estão expostas peças cronologicamente compreendidas entre o Paleolítico e a Idade do Ferro, provenientes de sítios arqueológicos do noroeste de Portugal.

Na sala 2 abordam-se as questões inerentes à integração de Bracara Augusta no Império romano, ou seja, em que medida o comércio e o contacto com as inovações tecnológicas influenciaram o desenvolvimento da economia local, em termos da produção local e das atividades comerciais.

Na sala 3 pode tomar-se contacto com aspetos relacionados com o desenvolvimento do projeto de arqueologia urbana, em curso, respeitantes à organização do espaço público e doméstico em Bracara Augusta.

Na última sala são apresentados testemunhos alusivos às ligações viárias de Bracara Augusta, às necrópoles que se situavam na sua proximidade para além de alguns achados associados à religiosidade no período romano e paleocristão.

A cave do bloco de serviços “o espaço-cripta” conserva vestígios de uma habitação da época romana com um mosaico do século I “in situ”.

11:45 – Visita guiada às Termas Romanas do Alto da Cividade

O edifício foi construído nos inícios do século II, e que possuía uma forma retangular com cerca de 40m de comprimento por 12 de largura. No seu interior existiam vários compartimentos frios e quentes que possibilitavam aos seus frequentadores circularem entre espaços frios e aquecidos. A poente localiza-se a palestra, isto é, um espaço destinado a exercício físico.

12:45 – Visita guiada à Fonte do Ídolo

É um santuário rupestre que exibe uma frente vertical talhada num afloramento granítico, na qual foram esculpidos relevos figurativos e inscrições, funcionando como fontanário. Tudo indica que teve origem pré-romana, tendo sido consagrada à deusa Nabia, como divindade principal e a Tongus Nabiagus, seu parceiro, por um imigrante, originário da cidade de Arcobriga, chamado Celicus Fronto.

13:30 – Almoço livre

Sugestão: Tasquinha do Becas

Reserva obrigatória no ato de inscrição. O valor da refeição indicado prevê um custo de 10 a 15€; o jornal Expresso, no seu guia Boa Cama, Boa Mesa, refere um valor aproximado de refeição de 16€.

16:00 – Chegada ao Mosteiro de Tibães (possibilidade de visita autónoma à cerca do Mosteiro);

16:30 – Visita guiada ao Mosteiro de Tibães.

O Mosteiro de S. Martinho de Tibães, antiga Casa-Mãe da Congregação Beneditina Portuguesa, situa-se na região norte de Portugal, a 6 kms a noroeste de Braga.

Vila Nova - Famalicão Online | Agenda - Bracara Augusta (Imagem: José Gonçalves / joseolgon)

Os horários estipulados são meramente indicativos, podendo ocorrer imprevistos. A organização refere também que, por motivos imprevistos, o programa poderá ser alterado caso seja mais conveniente para os participantes e a organização.

.

Após a chegada, prevê-se um percurso, a pé, de cerca de 1,5km, pelo centro de Braga. Durante a tarde o percurso a realizar no Mosteiro de Tibães é considerado de dificuldade moderada.

Como nesta altura do ano existe muita humidade e os caminhos da cerca do Mosteiro são em terra, a organização sugere o uso de calçado adequado a caminhadas, de preferência impermeável, uma vez que o piso se poderá encontrar molhado e até com alguma lama.

.

O preço desta visita é de 8,5€. Estão, no entanto, previstos preços especiais para >65, estudantes e <12, o que carece de apresentação de comprovativo: No caso dos menores de 12 anos, o custo é grátis. O pagamento do percurso deve ser efetuado até um máximo de 3 dias após a inscrição, de modo a garanti-la, caso contrário será anulada.

O valor indicado inclui transporte e visitas. Em caso de impossibilidade de comparecer, deverá comunicar o cancelamento com, pelo menos, 3 dias de antecedência.

.

Pub

Categorias: Agenda

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Pedro Costa

Diretor e editor.

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.