Livro pretende ser ‘contributo para a teoria do campo político e do espaço institucional do desenvolvimento’ da região

Paula Peixoto Dourado lança ‘O M(in)istério do Desenvolvimento do Território do Vale do Ave’

Paula Peixoto Dourado lança ‘O M(in)istério do Desenvolvimento do Território do Vale do Ave’

Pub

 

 

Paula Peixoto Dourado apresenta o seu livro “O M(in)istério do Desenvolvimento do Território – Sobre a construção social e política do Vale do Ave entre 1985-2013”, na próxima quinta-feira, dia 18, pelas 17h00, na Casa do Território.

Na sessão de lançamento do livro, em que a autora dará a conhecer as suas reflexões sobre o essencial da sua investigação e experiência de trabalho. Espera-se a presença de investigadores e estudiosos do tema, bem como dos cidadãos interessados por estes assuntos, e todos os que, por um motivo ou por outro, se queiram associar.

Segundo as palavras da autora, “o M(in)istério do Desenvolvimento do Território trata as correntes teóricas do desenvolvimento e sua interrelação com as políticas públicas.” Pretende assim constituir-se como um “contributo para a teoria do campo político e do espaço institucional do desenvolvimento.”

A análise, realizada a partir de pressupostos teóricos estabelecidos ao longo dos últimos cinquenta anos,  pretende deixar claro que “o desenvolvimento é um fenómeno complexo, estrutural e multidimensional, encontrando-se na interseção da sociedade, da economia e da política.”

Uma vez que este necessita ser contextualizado no plano histórico e local, Paula Peixoto Dourado selecionou o território onde exerce a sua atividade profissional como objeto de estudo, o Vale do Ave,  tomando por referência a Portugal, ao longo de um período que se situa entre os anos de 1985 e 2013. Assim, “à luz da sociologia política e da sociologia do desenvolvimento”, analisou neste trabalho que ora vem a público, “a emergência do território do Vale do Ave enquanto unidade territorial de ação política, por relação com as políticas especiais e seus efeitos, com a ação da administração central e com a atividade institucional que se foi gerando e recompondo, procurando apresentar a prática do desenvolvimento enquanto fenómeno socioeconómico, essencialmente determinado pela política.”

Em “O M(in)istério do Desenvolvimento do Território”, a autora conclui considerando existir “inconsistência institucional ao nível regional”, pelo que não tem sido possível “estruturar-se um campo do desenvolvimento no território, deixando-nos antever o descentramento do regional para o local, unidade política e socialmente mais estabilizada e que goza de uma identidade territorial.”.

Paula Peixoto Dourado nasceu em 1971, em Vila Nova de Famalicão, onde reside. Paula Peixoto Dourado é Doutorada em Sociologia, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, e Pós-graduada em Conceção, Gestão e Avaliação de Projetos em Parceria, pela Universidade Católica Portuguesa, embora tenha iniciado o seu percurso académico em Relações Internacionais, em Braga, na Universidade do Minho.

Paula Peixoto Dourado possui mais de 20 anos de experiência em processos de desenvolvimento regional e conhecimento em matéria de instrumentos de ação política e respetivos impactos sociais e económicos, bem como conhecimento teórico e prático sobre o modo de funcionamento das instituições. Toda a sua atividade profissional, como Socióloga, tem sido desenvolvida no domínio do desenvolvimento regional e das políticas públicas, da capacitação do território, das organizações e das pessoas, em particular na ADRAVE. Ao aliar o conhecimento teórico e a ação prática, pretende contribuir para processos significativos de transformação social.

No âmbito da sua intervenção cidadã, Paula Peixoto Dourada é autarca, exercendo atualmente o cargo de deputada municipal.

Pub

Acerca do Autor

Pedro Costa

Diretor e editor.

Comente este artigo

Only registered users can comment.