Dois dos mais influentes músicos da sua geração apresentaram-se no Teatro Diogo Bernardes

‘Duplex’ de Barradas & Toscano à solta no Lima

‘Duplex’ de Barradas & Toscano à solta no Lima

Pub

 

 

Dois dos mais destacados membros da área do Jazz e da sua vanguarda – João Barradas, no acordeão, e Ricardo Toscano, no saxofone alto -, dois dos mais influentes músicos da sua geração, estrearam no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, esta segunda-feira, o seu mais recente projecto: DUPLEX. O concerto decorreu inserido no MISTY FEST, também uma estreia absoluta em lugares mais ao norte de Portugal.

A dupla de compositores deu a ouvir DUPLEX tendo preparado os temas a apresentar especificamente para este projecto, finalmente divulgado em estreia absoluta após sucessivos meses de adiamento devido à pandemia. Não deixou, no entanto, de fazer escutar standards, nomeadamente de Thelonius Monk, interpretados sob a  visão e perspetiva muito própria dos intervenientes.

DUPLEX, disco e concerto a dois

Ao longo do concerto, fez-se ouvir uma simbiose de sons mecânicos de um acordeão, com o pulsar orgânico do sax, roçando, por vezes, o free jazz, a música clássica, o minimalismo, mas tudo de forma perfeitamente enquadrada em plano de bom gosto geral. Aqui ali, as notas planavam e levavam ao limbo o infelizmente reduzido público ‘resistente’.

Nesta noite, em Ponte de Lima, aconteceu uma nova ‘passagem de ano’, como referiu num dos interlúdios das composições, Ricardo Toscano, atendendo à situação que o país atravessa e as vicissitudes da situação sanitária de todos conhecida.

Realce, ainda, para uma distinta e sentida homenagem de João Barradas à sua progenitora- pelo apoio sempre presente à sua escolha e opção pelo mundo da música.

Segue-se novo intervalo. A arte segue dentro de momentos, esperemos que curtos.

Maria Mendes, a caminho dos Grammy, vence um Edison com o disco ‘Close to Me’

Pub

Categorias: Cultura, Música, Ponte de Lima

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.