Vasco Flores Cruz, ecólogo responsável pela área científica do projeto, coordena apresentação do evento

Ambientar-se | ‘Pateiras do Ave’ em divulgação e debate

Ambientar-se | ‘Pateiras do Ave’ em divulgação e debate

Pub

 

 

As Pateiras do Ave são o foco de toda a atenção na sessão Ambientar-se do mês de novembro, que decorrerá a partir das 21h00 de 13 de novembro no Pequeno Auditório da Casa das Artes de Famalicão, é, desta feita, apresentada e coordenada pelos serviços municipais da área do ambiente de Famalicão. No encontro deste mês, como habitualmente será apresentado um filme seguido de momento de debate. No caso em apreço, um documentário de promoção da Paisagem Protegida Local das Pateiras do Ave.

No encontro acontecerá a apresentação do projeto da Paisagem Protegida Local das Pateiras do Ave, mediante projeção de um vídeo expressamente produzido para o efeito, sucedendo-se o momento de debate e partilha sob a orientação do ecólogo Vasco Flores Cruz, responsável científico do projeto.

Paisagem Protegida Local das Pateiras do Ave, projeto a acarinhar pelos famalicenses

Trata-se de um projeto em que o Município de Famalicão pretende, numa pequena fração do seu território, criar uma zona de proteção ambiental. O objetivo desta ação prende-se com a promoção do desenvolvimento da região alicerçado na valorização do património cultural e natural.

Uma vez que este é um projeto que se pretende participativo, nesta sessão pretende-se criar uma mais forte ligação do projeto com a comunidade, nomeadamente colocando em questão como se poderá vir a desenrolar uma articulação que contribua para o seu desenvolvimento, nomeadamente através da participação na consulta pública que se vai realizar ainda durante este ano.

Entrada livre e gratuita, até à lotação da sala.

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.