Beatriz Brito, Jéssica Brandão e Matilde Magalhães trabalham ‘Quetzal’

Teatro | Residência artística ‘Germinador’ tem início no espaço fAUNA

Teatro | Residência artística ‘Germinador’ tem início no espaço fAUNA

 

 

O espaço fAUNA, em Joane, Famalicão, volta a abrir a sua casa para acolher cinco artistas que, durante 3 meses, entre setembro e novembro, irão desenvolver os seus trabalhos em residência artística.

O projeto Quetzal, que ontem mesmo teve início e estará em residência até 15 de setembro, será desenvolvido por Beatriz Brito, Jéssica Brandão e Matilde Magalhães no âmbito do subprograma Germinador.

Sobre o que irão desenvolver durante a residência, as candidatas adiantam uma pequena sinopse: “Os ténis eram brancos. Caminhei. Alguém gritou. Corre. Os ténis já não eram assim tão brancos. Corri. Gritaram. Corre. Mais corri. Os ténis já não eram brancos. Gritaram. Corre. Já não tenho ténis.”.

Durante a sua estadia, o seu processo de trabalho será acompanhado e serão estabelecidas conversas entre em torno das suas pesquisas, impulsos criativos e reflexões artísticas. “Estamos ansiosos por recebê-las e dar a conhecer os seus trabalhos!”, assinala a organização.

Abertas candidaturas para residências artísticas em 2021

Continuam abertas, até 23 de outubro, as candidaturas para o programa de residências artísticas promovido pelo Teatro da Didascália – fAUNA | habitat de criação, que visa apoiar projetos artísticos nas áreas das artes performativas, música e projetos de cruzamentos disciplinares.

O programa é dirigido a criadores/as nacionais e estrangeiros/as residentes em Portugal e estruturas artísticas e de produção responsáveis por projetos candidatos.

No total, serão selecionados até 3 projetos para um período de residência de três semanas durante 2021 para cada um dos subprogramas de Criadores de Espécie Autóctone e Criadores de Espécie Exótica.

 

Fonte e Imagem: fAUNA

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Categories: Agenda, Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.