Albano Mendes

Música | Carga legal de talento de Samuel Úria no último concerto do Devesa Sunset

Música | Carga legal de talento de Samuel Úria no último concerto do Devesa Sunset

 

 

Esta sexta-feira, 28 de agosto, no Parque da Devesa, em Famalicão, Samuel Úria encerrou com enorme talento e chave de ouro o Devesa Sunset.

Numa tarde, bastante fresca, perante boa moldura humana, o letrista e músico beirão, natural de Tondela, deu largas ao seu talento, coadjuvado pelo seu fiel amigo e produtor – «carga de ombro» – do seu trabalho.

Neste brilhante concerto, Samuel Úria fez «funeral» a alguns temas, que já datam de há 4 anos, e apresentou em 1ª mão duas novas canções, a incluir no seu próximo álbum, que se encontra prestes a vir a público: «Muro» & «Contenção».

«Lenço enxuto», em versão a solo de um tema que originalmente até é cantado e tocado em dueto, extasiou a plateia, preenchida por muitos novos e menos novos fans. Foi evidente o grande prazer do músico em regressar aos palcos e o público correspondeu às expectativas.

No final, um encore muito muito dançável mas excelente, como sempre.

Resultado final deste espetáculo: a vontade e o apetite de mais… ÚRIA para os tempos que se avizinham.

 

Obs1: devido a problemas de ordem técnica, o artigo, da autoria de Albano Mendes, não se encontra devidamente creditado nem inclui diversas imagens cuja publicação se encontra prevista. Tais situações serão corrigidas com a brevidade possível.

Obs2: o ANIMA-TE Famalicão prossegue ainda a sua programação até 13 de setembro.

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho comunitário que temos vindo a desenvolver.

Cidadania e serviço público, a Vila Nova é uma publicação diária digital generalista de âmbito regional, independente e plural. É também gratuita para os leitores porque acreditamos que a Informação e Opinião de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, receba publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Categories: Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.