Miguel Guimarães: ARS já deveria ter resolvido problema da urgência de gastrenterologia

Saúde | Bastonário da Ordem dos Médicos visita Hospital de Braga

Saúde | Bastonário da Ordem dos Médicos visita Hospital de Braga

Pub

 

 

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, realizou hoje uma visita ao Hospital de Braga destinada a  perceber como está a decorrer a resposta aos doentes com Covid-19. Em simultâneo, o bastonário pretendia também indagar como está a decorrer a fase de retoma de resposta aos doentes com outras patologias e que precisam de ver o seu acompanhamento também devidamente assegurado, bem como ouvir os profissionais sobre os problemas vindos a público relacionados com a urgência do hospital, com o encerramento da urgência noturna de gastrenterologia, e que a Administração Regional de Saúde do Norte “já devia ter resolvido”.

Miguel Guimarães, no final da visita, sublinhou que, embora os doentes possam não parecer muitos, aquelas urgências “muitas vezes são emergências”, pelo que é “fundamental” que haja capacidade de resposta, divulgaram os sites noticiosos Porto Canal e o Sapo Lifestyle.

Minho deve ter acesso a todos os serviços de urgência necessários

Dada a relevância do Hospital de Braga, pela sua polivalência, para a população que serve atualmente, de cerca de 1,2 milhões de pessoas em toda a região Minho, “a ARS Norte já devia ter tido uma posição sobre isto, já devia ter resolvido esta situação. O facto de a ARS Norte não dar uma resposta a estas situações leva-nos sempre a a pensar que estamos aqui numa situação difícil e que a ARS acaba por não desempenhar aquilo que é o seu papel, que é conseguir encontrar consensos e sinergias para que uma região como o Minho possa ter acesso a todos os serviços de urgência que são necessários”, especificou o bastonário.

Os médicos “estão todos disponíveis” para assegurar o serviço, concluiu, estando assim “criadas as condições para que a ARS possa assumir a liderança desse processo”.

Administração pretende reativar serviço

Segundo a administração do Hospital de Braga, a urgência noturna de gastroenterologia está temporariamente encerrada, desde o início do mês, por “questões internas de organização da valência”, assinala o Porto Canal.

A administração pretende, “com a maior brevidade possível”, a reativação daquele serviço.

De acordo com as redes de referenciação hospitalar em vigor, os doentes estão a ser “encaminhados para a urgência metropolitana do Porto, salvaguardando-se, assim, a prestação de cuidados aos doentes”. Aquela urgência noturna recebe, em média, cerca de seis doentes por mês.

 

Fontes: PC, SL; Imagem: LAHB

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

Como qualquer outra, a Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

MB Way: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

 

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.