Joan Baez e Omara Portuondo também receberão galardão na mesma cerimónia

Música | ‘Latin Grammy’ atribuído a José Cid

Música | ‘Latin Grammy’ atribuído a José Cid

Pub

 

 

A Academia Latina da Gravação™ anunciou que José Cid, Joan Baez e Omara Portuondo, entre outros, receberão o Prémio de Excelência Musical deste ano, vulgarmente conhecido como Latin Grammy. A celebração acontecerá numa cerimónia no Waldorf Astoria Las Vegas, em 13 de novembro de 2019, como parte da comemoração do 20.° aniversário da semana do Latin GRAMMY®.

 

 

“Tenho um grande prazer em homenagear um grupo de pessoas notável e homogéneo com os Prémios à Excelência Musical e da Junta Diretiva deste ano”, disse Gabriel Abaroa Jr., Presidente/CEO da Academia Latina da Gravação. “Cada uma dessas lendas continua deixando sua marca no mundo da música latina através de seu talento, graça e paixão por criar sons que vibram em todas as nossas comunidades e ajudando a construir nossa música por décadas. Estamos ansiosos para destacar suas conquistas durante nossa histórica 20.ª semana de aniversário do Latin GRAMMY.”

O Prémio de Excelência Musical é concedido por esta instituição a artistas que fizeram contribuições de significado artístico excepcional para a música latina. O Prémio da Junta Diretiva é conferido a indivíduos que fizeram contribuições significativas, além de performance, à música durante suas carreiras. O Conselho de Diretores da Academia Latina da Gravação é o órgão que vota as duas distinções.

Na ocasião de divulgação dos vencedores, a Academia considerou que “José Cid adaptou sem esforço a influência da música popular anglo ao estilo original do pop-rock português. Em 1956, o surgimento de sua banda cover Os Babies marcou um momento de “antes e depois” para o pop-rock em Portugal. O seu próximo grupo, o Quarteto 1111, criou as bases do rock português, com uma forte tonalidade psicodélica e lançamentos inovadores, como o enorme sucesso de 1967 “A Lenda De El-Rei D. Sebastião”. Continuando como artista solo, em 1978 lançou 10000 Anos Depois Entre Vénus e Marte, considerado uma obra prima do rock progressivo. Ao atingir um novo estágio de maturidade musical nos anos 1980, Cid transformou o seu songbook (cancioneiro) das raízes de Portugal no maravilhoso Fado de Sempre. Com dezenas de sucessos, ele continua a ser uma grande atração em concertos em Portugal, lançando novas músicas e álbuns de shows ao vivo”.

Reagindo a este prémio José Cid confessa-se emocionado “com este prémio. Sem dúvida que este é, entre outros, o prémio mais importante, de pouco mais de 50 anos de carreira como músico e poeta, um reconhecimento que o público Português nunca me negou; antes pelo contrário. Estou também feliz porque o Pop rock Português, sempre tão impossibilitado de atravessar fronteiras , é reconhecido a este nível. Parabéns a todos os meus colegas que escrevem e cantam em Português! Bem hajam e que Deus nos proteja!”

À RTP, através da Lusa, José Cid referiu também ter ficado “muito contente”, pois este “é o corolário de muitos anos de trabalho, teimosia, persistência, teimosia outra vez”. Assinalando o facto de outros artistas portugueses também poderem ser merecedores deste facto, Cid afirmou que “o pop português é extraordinariamente rico”, mas que “estamos completamente bloqueados pelas fronteiras de Espanha e Brasil. (…) Nós somos muito pequeninos e não temos mercado a nível mundial, ao contrário de Espanha e Brasil, que têm centenas de milhões de pessoas”.

O músico português mostra-se feliz pelo reconhecimento internacional, surgido a par do reconhecimento nacional que é “tão bom ou melhor” que os galardões além-fronteiras.

“Tenho uma homenagem pública nacional do país inteiro, de norte a sul, há décadas sobre décadas. Há cidades em que já fui duas e três vezes e não se cansam, e as pessoas continuam, ao fim de duas horas e meia, a pedir mais e mais, ninguém se quer ir embora. E essa é a maior homenagem que posso ter, é o meu próprio país que ma dá, já com a minha idade, aos 77”, disse.

 

Fontes: José Cid, BusinessWire e RTP; Imagens: José Cid

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.