Espetáculos decorrem até 21 de agosto

Rua | O vento chega a ‘Um Porto para o Mundo’ e reconta a história de Vila do Conde

Rua | O vento chega a ‘Um Porto para o Mundo’ e reconta a história de Vila do Conde

Pub

 

 

Um Porto Para o Mundo tem lugar no Cais da Alfândega, em Vila do Conde, de 16 a 21 de Agosto. O espetáculo de teatro musical reúne mais de 400 atores, que participam de forma voluntária no projeto e é, este ano, dedicado ao vento norte. Trata-se de um projeto comunitário com co-produção da companhia Lafontana – Formas Animadas e da Câmara Municipal de Vila do Conde. Os atores, na sua quase totalidade sem qualquer experiência teatral, são todos gente da terra, dos 4 aos 84 anos. O cenário é a frente ribeirinha situada na zona histórica da cidade.

 

 

“Quem, no Norte, nunca ouviu falar da nortada, não é do Norte, como diria uma certa personagem saída de uma série de Herman José”, afirmou a jornalista Maria João Mesquita no Público. A edição deste ano de Vila do Conde, Um Porto Para o Mundo inspira-se no vento, “essa força natural que ameniza, e às vezes estraga, o Verão de muito banhista”. Assim é apresentada a história e as histórias que construíram a identidade de Vila do Conde no palco montado no cais da Alfândega, em frente à Nau Quinhentista, na marginal ribeirinha.

“Como em anos anteriores, contar a história de Vila do Conde e de Portugal, a partir da ligação da cidade, e do seu porto de rio, à arte da construção naval em madeira é o mote para a quinta edição da iniciativa Um Porto Para o Mundo“, um teatro musical de rua a ser apresentado até 21 de Agosto e que envolve várias centenas de vilacondenses.

Este espetáculo todos anos é diferente, quer pela nova dramaturgia, quer pela cenografia, quer pela banda sonora. Segundo revelou o encenador Amauri Alves, em palco “o vento é o fio de ligação entre as cenas”. De acordo com Maria João Mesquita, “Amauri Alves revelou ainda que será recriado “o bota-abaixo do último barco de madeira construído neste mesmo local e a viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães”. Além disso, estará em destaque “o papel que a mulher de Vila do Conde teve no desenvolvimento económico e na história da cidade”.

Fontes: Município de Vila do Conde e Público; Imagens: (0, 1, 2) JPedro Martins (3) Município de Vila do Conde

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.