Trofa

ITV | Fios e cores são os trunfos da Trifitrofa

ITV | Fios e cores são os trunfos da Trifitrofa

Pub

 

 

Um diversificado catálogo de cores e stocks disponíveis para servir just in time as encomendas aos clientes são os trunfos que a Trifitrofa usa para atrair e fidelizar clientes. Com a exportação direta a aumentar de ano para ano, a Europa de Leste é um dos objetivos da trader de fios sediada na Trofa, revelou Jaime Azevedo, administrador da empresa, à publicação especializada em ITV Portugal Têxtil, propriedade do CeNIT – Centro de Inteligência Têxtil.

 

 

Desde há 37 anos que a Trifitrofa está no mercado comercializando sobretudo fios de algodão. Dinamarca, Suécia e França são, atualmente, os principais mercados diretos da Trifitrofa, resultado da sua aposta na exportação direta e na conquista de novos territórios graças ao investimento no serviço prestado ao cliente e à variedade da oferta.

Segundo Jaime Azevedo revelou ao Portugal Têxtil, a Trifitrofa coloca todos os seus trunfos no investimento em fios e cores, não em equipamento, “para podermos servir os clientes”. Para o efeito, a empresa estabelece parcerias com tinturarias, no mercado português, que lhe permitem “apresentar coleções de novas cores”.

Na última coleção, é dado destaque aos tons néon. “São tendência para o verão”, afirma Jaime Azevedo. No entanto, como a empresa tem relações comerciais com diferentes produtores, servindo segmentos como malhas circulares e retilíneas, peúgas, passamanarias e elásticos, entre outros, “uns podem estar a fazer coleções de verão e outros de inverno. Temos de ter tudo, cores de verão e cores de inverno», salienta o empresário.

No ano transato, a empresa cresceu um pouco por toda a Europa. A Trifitrofa tem recorrido à presença em feiras internacionais e a agentes como alavanca do comércio internacional. “Uma feira por ano é suficiente para nós, porque a exportação tem de ser muito bem trabalhada. Tem de ser bem ponderada e haver um crescimento sustentado em todos os aspetos», afirmou o CEO.

Com vontade de crescer de forma segura, os próximos alvos a atingir no negócio são situam-se na Europa de Leste, nomeadamente a Lituânia e a Estónia. “[Pretendemos] continuar a alargar o leque de clientes aqui na Europa”, assegurou o empresário que pretende que a exportação direta aumente a sua quota no volume de negócios entre 20% a 30% até 2020.

Atualmente, a Trifitrofa exporta diretamente cerca de 20% do seu volume de negócios que, em 2018, apesar de uma ligeira diminuição, rondou 29 milhões de euros. Essa redução é considerada insignificante e o CEO mantém a confiança. “O nosso volume de negócios ronda sempre os 30 milhões de euros”, afirmou. A pequena quebra foi provocada pelo deslocação de negócios do grupo Inditex de Portugal para outras partes do mundo, em especial para a Turquia. “O grupo Inditex teve uma acentuada redução no nosso mercado e todos nós sentimos [esse efeito]. Nos meses de setembro, outubro e dezembro houve uma redução drástica”, referiu Jaime Azevedo ao Portugal Têxtil.

 

Imagens: Trifitrofa

Fonte: Portugal Têxtil

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Mais recentes

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.