22/11 a 9/1 Barcelos

Ver | ‘Atoms Outside Eggs’, cor e humor presentes em experiência psicadélica de Katharina Grosse

Ver | ‘Atoms Outside Eggs’, cor e humor presentes em experiência psicadélica de Katharina Grosse

 

 

 

No Salão Nobre dos Paços do Concelho de Barcelos, poderá visitar até 9 de janeiro de 2019 a exposição itinerante ‘Atoms Outside Eggs’ [Átomos fora de ovos], da artista plástica contemporânea alemã Katharina Grosse, da Coleção de Serralves. As obras de Katharine Grosse são conhecidas pelo uso que faz das técnicas de pintura, escultura e arquitetura. Em muitos dos seus trabalhos, a artista utiliza tintas acrílicas pulverizadas brilhantes de modo a criar elementos esculturais de grande escala e trabalhos de parede de menores dimensões.

 

 

Situada algures entre a pintura e a escultura, “Atoms Outside Eggs” [Átomos fora de ovos] pode ser considerada uma pintura escultórica. Trata-se de uma obra paradigmática da prática de Katharina Grosse, caracterizada por um constante questionamento do suporte da pintura: a artista é conhecida pelas suas experiências com materiais coloridos retirados do suporte convencional de uma pintura, constituindo objetos pictóricos cujo objetivo consiste em aproximar cor e matéria.

O título refere-se às duas diferentes formas utilizadas como suportes para a obra ovos e esferas. Katharina Grosse dispôs estes elementos numa determinada constelação, distribuídos de maneira mais ou menos uniforme, e pintou com spray por cima das superfícies já coloridas. Por um lado, aplicou cores diferentes de modo a que, quando vistos a partir de ângulos diversos, predominassem determinadas cores, por exemplo, púrpura quando vistos de um lado ou cor-de-laranja se percecionados do outro. Para além disso, utilizou pela primeira vez um bocal muito estreito na pistola de spray com o intuito de aplicar desenhos lineares sob a forma de rabiscos sobre nebulosas expansões de tinta, técnica e formas frequentemente associadas à arte de rua, nomeadamente pichagens e grafitos.

A distribuição dos ovos e esferas, associada à sua dimensão, serve à artista para retirar à perceção da pintura um ponto de vista privilegiado e para reivindicar como parte da obra a deambulação do espectador pelo espaço arquitetónico envolvente, que poderá ser considerado minúsculo – como se o espectador tivesse entrado num mundo gulliveriano. O trabalho de Katharina Grosse começou a adquirir uma maior visibilidade pública quando, em finais dos anos 1990, a artista começou a pintar salas e fachadas a spray. Não obstante o carácter espetacular deste trabalho, a sua prática foi sempre orientada pela preocupação fundamental com questões básicas da pintura, nomeadamente as relações entre cores e formas, e entre a forma como a tinta é aplicada e o tipo de suporte eleito.

“O processo de pintura é uma curiosa coincidência entre pensar e agir ”, referiu a artista à ArtNet sobre o seu trabalho que remete para uma experiência corporal, envolvendo o espectador num mundo psicadélico submerso em cor e humor.

Para além de Serralves, as obras de Katharina Grosse podem ser encontradas, entre outras, nas coleções do Centre Pompidou, em Paris, do Kunsthaus in Zürich e do Museu de Arte Moderna de Nova York, entre outros. A artista vive e trabalha entre Düsseldorf e Berlim, na Alemanha.

Horário:
Segunda a sexta-feira: 9h00 – 17h30
Sábado e domingo: 10h00 – 12h30 e das 14h00 – 17h30

 

Fontes: Serralves, ArtNet e Wikipedia
Imagens: (0, 1) Serralves

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é uma publicação gratuita para os leitores e sempre será.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbankimg.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Agenda, Arte

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.